Com boa participação de Quagliarella, Itália cumpre expectativa e goleia Liechtestein
Foto:Divulgação/Twitter/Oficial

Com boa participação de Quagliarella, Itália cumpre expectativa e goleia Liechtestein

Veterano Quagliarella brilhou com dois gols e assistência; Azurra venceu segunda seguida e segue 100% nas Eliminatórias da Euro

wesley-silva
Wesley Silvali

Jogando na cidade de Parma, a Itália cumpriu a expectativa e não tomou conhecimento de Liechtenstein, vencendo o segundo jogo seguido pelo início das Eliminatórias da Euro por 6 a 0, com dois gols do experiente Quagliarella, um do volante Verratti, outro de Stefano Sensi, jovem revelação do Sassuolo, mais um da grande joia Kean, que segue em alta, e o último do centroavante grandalhão Leonardo Pavoletti.

O resultado deixa os comandados de Roberto Mancini com 100% de aproveitamento. Dando, além dos seis pontos e liderança no grupo J, também ganho de confiança a jovem geração que o técnico resolveu apostar nesse começo de trabalho. Acostumada sempre a apenas participar, Liechtenstein já amarga a lanterna, com saldo inferior a também zerada Armênia

Querendo mostrar vontade e animado com a vitória há três dias diante da Finlândia, a Itália entrou no jogo para resolver rápido. Novato, Stefano Sensi transformou a grande pressão inicial em resultado aos 17 minutos. Mesmo baixinho, o jogador apareceu livre na área e mostrou cacoete no cabeceio. 14 minutos após, foi a vez de outro baixinho. Dessa vez com os pés. Verratti ganhou da marcação e bateu bem, no canto direito do goleiro Buechel.

Em um sprint final devastador, a Itália transformaria o resultado em goleada com dois pênaltis antes da virada do intervalo. Jogador mais velho do grupo, Quagliarella converteu as cobranças com muita tranquilidade e manteve o grande momento pessoal que vive na Sampdoria. Como bônus além dos tentos, o zagueiro Kaufmann acabou expulso na última das penalidades máximas cometidas.

Um a mais e 4 a 0 no placar. Restaram poucas motivações para a Itália manter um ritmo forte e continuar martelando o frágil adversário. Visivelmente mais moderado, o time italiano controlou a partida trocando passes mais lentos. Acabaria, ainda que em passo lento, achando mais gols. Primeiro com a joia Kean, que deu razão para seguir badalado e aproveitou assistência de cabeça do inspirado Quagliarella. Em seguida, com Pavoletti, que entrou e não desperdiçou a chance para deixar o dele.

Agora, a Itália volta a campo para jogar contra a Grécia, no dia 8 de junho. Será o primeiro jogo dos italianos fora de casa. Três dias depois, a Seleção terá pela frente a Bósnia, em uma partida que provavelmente definirá liderança no grupo. 

VAVEL Logo