Quebrou tabu! Com brasileiros no elenco, PAOK é campeão grego após 34 anos
(Foto: Divulgação/PAOK)

Quebrou tabu! Com brasileiros no elenco, PAOK é campeão grego após 34 anos

Léo Matos, ex-Flamengo, Maurício ex-Fluminense, Leo Jabá ex-Corinthians e Pedro Henrique ex-Caxias fazem parte do título histórico

wesley-silva
Wesley Silvali

Depois de tanto investir nos últimos anos, o PAOK conseguiu o apogeu. Após três décadas e meia, a equipe de Salonica volta a ganhar o título da Liga Grega. Dependendo apenas de uma vitória na rodada desse domingo (21), o time alvinegro não tomou conhecimento do Levadiakos e anotou um sonoro 5 a 0 no Toumba Stadium. Com dois gols do ucraniano Shakhov, um do polonês Swiderski, um do holandês Diego Biseswar e outro de Fernando Varela, zagueiro de Cabo Verde.

É bom recordar que o time era líder até com certa folga na temporada passada, quando acabou perdendo pontos por motivos nada usuais: primeiro, com presidente do clube entrando armado em campo para cima do juiz. Em seguida, já em outra partida,  sua torcida arremessou papel higiênico na cara do espanhol Oscar Garcia, que naquela altura comandava o Olympiacos

Tendo bom poderio, o PAOK é recheado de brasileiros conhecidos dentro do plantel. Ex-Corinthians, Leo Jabá foi a compra mais cara da história dos helênicos, que ainda possuem o volante Maurício, ex-Fluminense e Zenit e o lateral Léo Matos, revelado no Flamengo e campeão mundial sub-17 em 2003. Mais desconhecido, porém com boa carreira na Europa, o atacante Pedro Henrique fecha o quarteto brazuca do elenco.

Além dos brasileiros, existem peças como o português Vieirinha, campeão da Euro em 2016 e ídolo dos torcedores (tanto que entrou machucado ontem só para ser homenageado), o inglês Akpom ex-Arsenal, El Kaddouri, meia marroquino com passagem no Napoli, além do ala espanhol Ángel Crespo, que recentemente jogou a Premier League pelo Aston Villa.

Restando uma rodada para o final da Liga, o PAOK terminou com 77 pontos (podendo chegar a 80), foram 25 vitórias, quatro empates e nenhuma derrota. Olympiacos, vice pela segunda vez seguida, tem 69. AEK, atual campeão, decepcionou, fazendo até o momento apenas 54. Outro gigante do país, o Panathinaikos vive dias difíceis com empilhados problemas financeiros. É o sexto, com 38 pontos e fora da briga por qualquer coisa. 

Festa insana no Toumba

Um dos estádios mais temidos do futebol europeu, o Toumba estava ao nível da ocasião. Já espalhada pelas redes sociais, a festa dos torcedores do PAOK não cansam de impressionar. Além da apoteose no estádio, as ruas da cidade também tiveram uma noite/madrugada fervorosa.

 

VAVEL Logo