Parma vence confronto direto e deixa Fiorentina ameaçada pelo rebaixamento na última rodada
Foto: Divulgação/Parma Calcio

Parma vence confronto direto e deixa Fiorentina ameaçada pelo rebaixamento na última rodada

Vitória deixa time gialloblù tranquilo, enquanto Viola chegou a 13 jogos sem vitória na Serie A e terá jogo dramático no próximo fim de semana

bruno-da-silva
Bruno da Silva
ParmaSepe; Gazzola, Iacoponi, Bastoni, Gagliolo; Stulac (Scozzarella, min. 68), Kucka, Barillà; Sprocati (Dimarco, min. 83), Gervinho (Grassi, min. 53), Ceravolo. Técnico: Roberto d'Aversa
FiorentinaLafont; Milenkovic, Ceccherini, Vitor Hugo; Mirallas (Dabo, min. 28 [Vlahovic, min. 86]), Veretout, Benassi, Gerson, Biraghi; Chiesa, Simeone (Muriel, min. 69). Técnico: Vincenzo Montella
Placar1-0, min. 80 Gerson (contra)
INCIDENCIASPartida válida pela penúltima rodada da Serie A Tim 2018-19, no Stadio Ennio Tardini, em Parma, Itália

Parma entrou em campo precisando da vitória para afastar o risco de volta à Serie B e, com gol contra de Gerson, bateu a Fiorentina na penúltima rodada da Serie A, neste domingo (19). O resultado foi o 13º seguido da Viola sem vitória no Italiano, o que deixa o time de Florença com chances de rebaixamento na última rodada.

O primeiro tempo foi aberto no Tardini, com uma alternância de momentos das equipes. No geral, a Fiorentina foi mais estável, com 58% de posse de bola e dez finalizações - nenhuma na direção do gol -, enquanto o Parma finalizou nove e acertou duas vezes a trave. Logo aos seis, Chiesa puxou contra-ataque pela direita, bateu cruzado de canhota e mandou perto da trave. Do outro lado, o time da casa esteve perto de abrir o placar também na individualidade. Aos oito, Gervinho partiu para cima de Milenkovic dentro da área e chutou rasteiro, parando na trave de Lafont.

Após um bom momento inicial da Fiorentina, o Parma se acertou no jogo e esteve menos ameaçado, mas, como já é característico, não teve grandes jogadas de trocas de passes e só chegou basicamente em momentos de bola parada. A Viola teve que fazer uma alteração logo aos 27, quando Mirallas sentiu lesão na coxa e foi substituído por Dabo, consolidando o 3-5-2 de Montella.

Na reta final, a Fiorentina começou a contar com falhas da defesa mandante e perdeu várias chances de sair na frente. Aos 37, após lançamento de Ceccherini para a área, Iacoponi afastou parcialmente e Simeone arriscou chute de canhota, mandando com perigo perto do gol de Sepe. A resposta do Parma foi aos 40. Na cobrança de escanteio de Gazzola, Gagliolo ganhou de Ceccherini no corpo e cabeceou forte, parando no travessão.

Aos 42, aproveitando falha de Bastoni, Benassi roubou a bola na direita e cruzou na pequena área para Simeone, mas Iacoponi antecipou e conseguiu salvar milagrosamente o gol da Fiorentina. Dois minutos depois, em nova saída errada do Parma, Chiesa dividiu na entrada da área e a bola se ofereceu para Simeone, que, em posição privilegiada, finalizou muito alto e perdeu mais uma chance de levar uma vantagem para o intervalo.

Com o brilho de Chiesa, a Viola começou bem o segundo tempo. Aos dois, em jogada de muito talento, ele escapou pela direita e finalizou praticamente sem ângulo. Sepe se esticou para desviar e a bola ainda bateu na trave do Parma. No minuto seguinte, o capitão da Fiorentina batalhou pela bola na linha de fundo, evitou a saída e soltou para Benassi, que bateu no canto e exigiu nova defesa do goleiro.

Mesmo melhor na partida, a Fiorentina levou um grande susto aos 22. Após cobrança de escanteio da esquerda, Kucka subiu mais alto que Milenkovic e tocou no contrapé de Lafont, mas Benassi apareceu em cima da linha para salvar a Viola. Três minutos depois, Chiesa recebeu de Dabo dentro da área, tirou de Gagliolo e chutou no canto, parando em defesa de Sepe em dois tempos.

Aos 32, em mais uma cobrança de escanteio perigosa, Veretout colocou na segunda trave e Milenkovic chegou finalizando de carrinho, porém, mais uma vez, o gol foi evitado pela trave. A Fiorentina continuava pressionando, mas, como em vários jogos nos últimos meses, foi castigada pela ineficiência. Aos 34, em cobrança de falta lateral de Scozzarella, a bola bateu em Gerson no meio da área e morreu no canto esquerdo de Lafont: Parma 1 a 0 e festa do alívio no Ennio Tardini.

Abalada, a Fiorentina não conseguiu mais conectar nenhum ataque perigoso e perdeu o sexto jogo seguido.

Na última rodada, o Parma, livre do rebaixamento com 41 pontos, no 13º lugar visita a Roma. Já a Fiorentina, 15ª, com 40 recebe o Genoa, primeiro time dentro da zona de rebaixamento, com 37. Um empate afasta qualquer chance de descenso para o time de Florença. A Viola só cai se perder, o Empoli vencer a Inter em Milão e a Udinese buscar pelo menos um ponto contra o Cagliari, fora de casa. As datas e horários das partidas ainda estão indefinidos.

VAVEL Logo