Melhor jogo até aqui? Uruguai e Japão empatam e abrem disputa no Grupo C
Foto: Divulgação/AUF

Uruguai e Japão protagonizaram a melhor partida da Copa América na noite desta quinta-feira (20), na Arena do Grêmio, em Porto Alegre. As equipes empataram por 2 a 2 e abriram a disputa do Grupo C pela classificação às quartas de finais da competição. Myoshi (2x) marcou para os Samurais, enquanto Suárez e Giménez fizeram os gols da Celeste no confronto.

O resultado deixa a Seleção Uruguaia momentaneamente na liderança do Grupo C. A Celeste soma 4 pontos, mas pode perder a primeira posição para o Chile, próximo adversário do Uruguai, que enfrenta o Equador nesta sexta-feira.

Enquanto isso, o Japão respira na Copa América e chega à última rodada com chances de avançar para as quartas de finais. Os Samurais ocupam a 3ª colocação com 1 ponto e enfrentam a Seleção Equatoriana na rodada final da primeira fase.

A última rodada do Grupo C na Copa América ocorre na próxima segunda-feira (24), às 20h. Uruguai e Chile se enfrentam no Maracanã, enquanto Equador e Japão duelam no Mineirão.

Duelo equilibrado

O confronto entre uruguaios e japoneses começou agitado. Ousado, Luís Suárez quase marcou o gol que Pelé não fez. Em seguida, Okazaki aproveitou o cruzamento de Myoshi e finalizou, assustando Muslera. Ueda, de cabeça, por pouco não abriu o placar para os asiáticos.

Diante da criação de chances dos dois times, a rede tinha que balançar. Aos 24 minutos, Shibasaki lançou Myoshi, que invadiu a área pela direita, driblou Laxalt e bateu firme para marcar o primeiro gol da partida.

Não demorou muito para a Celeste deixar tudo igual. Cavani dividiu com Ueda na área e, após consulta ao VAR, o árbitro Andrés Rojas marcou pênalti. Na cobrança, Suárez bateu com categoria e empatou o confronto.

Tudo igual

Assim como na etapa inicial, o segundo tempo seguiu bastante movimentado. Após o Uruguai assustar com Suárez e Cavani, o Japão marcou. Depois do cruzamento que veio pela esquerda, Muslera soltou no pé de Myoshi, que empurrou paras redes e colocou os Samurais na frente.

A Celeste respondeu à altura. Suárez parou em Kawashima, mas, depois da cobrança de escanteio efetuada por Lodeiro, Giménez ganhou da marcação e cabeceou firme no canto esquerdo do goleiro japonês para deixar tudo igual.

Restou ao Uruguai partir para cima do Japão para tentar a vitória na reta final da partida. Mesmo assim, a Celeste não apresentou efetividade nas ações ofensivas. Na única chance clara, Suárez aproveitou o cruzamento de Cáceres, testou firme e acertou o travessão de Kawashima.

VAVEL Logo