Nos pênaltis, Brasil elimina Paraguai e chega à semifinal da Copa América após 12 anos
Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Brasil e Paraguai se enfrentaram nesta quinta-feira (28), na Arena do Grêmio, em jogo válido pelas quartas de final da Copa América. Com o empate sem gols no tempo normal, a vaga foi decidida nos pênaltis e a Seleção Brasileira levou a melhor e venceu os paraguaios por 4 a 3.

Brasil dominante

Começando melhor, o Brasil começou tendo as melhores chances. Aos três, Everton passou para Daniel Alves, que deixou com Firmino, que chutou, mas saiu fraco. No minuto seguinte, novamente Firmino e Everton armaram a jogada, mas Gatito saiu e fez a defesa.

O Brasil seguiu com mais posse de bola, chegando aos 73%. Aos nove minutos, Arthur dominou e foi derrubado por Derlis González. O jogador foi o que mais sofreu faltas na competição. Aos 11’, a primeira grande chance do Paraguai. Allan perdeu a bola para Almirón. Gabril Jesus tentou tirar, mas acabou cometendo falta. Aos 13’, uma bonita jogada de Richard Sánchez driblou Allan e passou por Filipe Luís.

A Seleção Amarelinha a dominar e aos 15’ Gabriel Jesus cruzou na área, mas a defesa paraguaia afastou. No rebote, Daniel Alves cometeu falta em Almirón. Aos 18’, o lateral deu o passe para o camisa nove da seleção, que caiu na área. No entanto, o juiz mandou o jogo seguir. O Paraguai assustou aos 28’, Arzamendia cruzou na área Derlis dominou e chutou. Alisson fez uma grande defesa e evitou o gol paraguaio. Em seguida, a equipe acertou a marcação, prejudicando a saída de bola do Brasil.

Aos 38’, o Brasil tentou o ataque com Cebolinha, que cruzou rasteiro, mas a defesa do Paraguai afastou.  Na sequência, Filipe Luís deu o passe para Coutinho, que chutou para o gol, mas o goleiro Gatito fez a defesa.

VAR, expulsão e pressão

No início do segundo tempo, aos nove, o árbitro marcou pênalti para a Seleção Brasileira. Mas após consultar o VAR, voltou atrás e marcou falta. No lance, Firmino foi derrubado por Balbuena quase na linha.

Mesmo não sendo pênalti, o juiz expulsou o zagueiro paraguaio por ter sido lance claro de gol. Daniel Alves cobrou a falta e Gatito espalmou para fora.

Aos 18’, o Brasil atacou com Thiago Silva. O zagueiro arriscou o chute de fora da área e obrigou Gatito a fazer a defesa. Aos 21’, Daniel cruzou e a defesa do Paraguai afastou. Firmino aproveitou a soba e cruzou na área, mas Gustavo Gómez tirou o perigo.

Aos 24’, o goleiro paraguaio fez outra boa defesa. Arthur recebeu o passe e chutou. Gatito espalmou para frente. Aos 27’, foi a vez de Alisson fazer boa defesa. Após cobrança de falta, o goleiro saiu e fez a defesa.

O Brasil seguiu pressionando, mas o gol não saía. Aos 29’, Firmino tocou para Gabriel Jesus, que não alcançou a bola. No minuto seguinte, após cruzamento de Marquinhos, Firmino cabeceou e a bola passou perto da trave.

Aos 38’, o VAR entrou em ação novamente. O árbitro analisou um lance envolvendo Arthur e Derlis González e marcou falta do volante brasileiro. Na cobrança, Derlis mandou na área a defesa brasileira tirou. Nos minutos finais, as equipes ainda tiveram boas chances, mas a partida terminou sem gols e a decisão foi para os pênaltis.

Nas penalidades...

O paraguaio Gustavo Gómez abriu a série de cobranças e Alisson defendeu no canto esquerdo. Willian cobrou para o Brasil e fez. Almirón converteu para o Paraguai. Em seguida, foi a vez de Marquinhos cobrar e colocar o Brasil na frente novamente.

Valdez bateu e empatou para o Paraguai. Coutinho marcou o terceiro do Brasil. Rodrigo Rojas bateu e igualou novamente. Em seguida, Firmino cobrou e mandou para fora. O Paraguai teve a chance de passar a frente, mas Derlis González chutou para fora. Na última cobrança, Gabriel Jesus marcou o gol que definiu a classificação do Brasil.

Agora, o Brasil espera pelo vencedor do duelo entre Venezuela e Argentina, que se enfrentam nesta sexta-feira (28), no Maracanã. A semifinal será no Mineirão, na próxima terça-feira (02),às 21h30.

MEDIA: 5VOTES: 1
VAVEL Logo