0-1, min. 9, Seferovic. 1-1, min. 29, Vlahovic. 1-2, min. 90+3, Caio
Brasileiro marca no fim e Benfica bate Fiorentina na International Champions Cup
Foto: Divulgação/International Champions Cup

Brasileiro marca no fim e Benfica bate Fiorentina na International Champions Cup

Caio, ex-Al Ain, fez aos 48 do segundo tempo, e garante vitória dos Encarnados por 2 a 1 em Nova Jersey

bruno-da-silva
Bruno da Silva
FiorentinaTerracciano (Dragowski, intervalo); Venuti (Dabo, min. 80), Milenkovic (Hristov, min. 68), Ranieri, Terzic (Biraghi, intervalo); Cristóforo (Lakti, min. 80), Castrovilli (Zurkowski, min. 68), Saponara (Eysseric, min. 68); Benassi (Báez, min. 80), Sottil (Chiesa, intervalo), Vlahovic (Simeone, min. 68. Técnico: Vincenzo Montella
Sl BenficaZlobin (Svilar, intervalo); Nuno, Rúben Dias, Ferro, Grimaldo; Pizzi (Taarabt, min. 74), Florentino Luís (Fejsa, min. 74), Gabriel (Jota, min. 80), Rafa (Caio, min. 80); De Tomás (Chiquinho, min. 80), Seferovic. Técnico: Bruno Lage
INCIDENCIASPartida amistosa válida pela International Champions Cup, na Red Bull Arena, em Harrison, NJ, nos Estados Unidos

Benfica conseguiu manter o 100% de aproveitamento na International Champions Cup graças a um brasileiro. O gol do atacante Caio, que se destacou em Kashima Antlers e Al Ain antes de se transferir ao time português, marcou aos 48 da segunda etapa, e deu a vitória aos Encarnados sobre a Fiorentina nesta quarta-feira (24). Seferovic e Vlahovic haviam marcado os primeiros gols da partida na Red Bull Arena, em New Jersey.

A primeira etapa foi muito movimentada na casa do NY Red Bulls. O início foi de domínio do Benfica, que, logo aos nove, contou com a lei do ex. De Tomás cruzou da esquerda, Seferovic antecipou Ranieri e completou na pequena área para abrir o placar: 1 a 0.

Depois de um início muito forte dos portugueses, a Fiorentina conseguiu equilibrar o jogo e contou com o envolvimento de Castrovilli e Saponara para chegar com mais perigo. No geral, porém, o Benfica foi mais perigoso - 57% de posse de bola e 11 a sete em finalizações -, e Terracciano fez grandes defesas para evitar gols de De Tomás e Pizzi. 

O gol de empate da Viola saiu aos 29. Vlahovic recebeu na entrada da área e, com muita esperteza, finalizou pelo meio das pernas de Rúben Dias e venceu Zlobin, marcando seu primeiro gol no time principal da Fiorentina. O jovem sérvio ainda teve mais uma chance em chute desviado, mas parou no arqueiro russo, e a partida foi para o intervalo empatada.

A entrada de Chiesa deu muito mais força e qualidade ao ataque da Fiorentina que esteve muito perto da virada. Logo aos três, Vlahovic recebeu grande bola de Chiesa, finalizou na saída do goleiro e acertou a trave. No rebote, sem goleiro, Benassi finalizou de canhota e perdeu um gol absolutamente inacreditável para a Viola.

Depois de um bom início de segunda etapa da Fiorentina, muitas mudanças aconteceram, e o ritmo do jogo caiu muito. Aos 23, Rafa pegou rebote após cobrança de escanteio e deu um chutaço de primeira, mandando muito perto da trave direita de Dragowski.

Na reta final, Jota, pelo Benfica, e Simeone, pela Fiorentina, tiveram chances claras em finalizações de dentro da área, porém pararam em boas defesas dos goleiros rivais. Mas, aos 48, Caio recebeu cruzamento no meio da área, dominou e encheu o pé para superar Dragowski e garantir a segunda vitória dos Encarnados na ICC.

O Benfica tem mais uma partida pela ICC diante do Milan, no domingo (28), às 16h, no Gillette Stadium. A Fiorentina joga amistoso contra o Livorno no dia 03/08, às 16h.

VAVEL Logo