Rashford - Manchester United (7'/1ºT)
Com gol Rashford, United vence Leicester em casa e cola na parte de cima da tabela
Foto: Divulgação/Manchester United 

Com gol Rashford, United vence Leicester em casa e cola na parte de cima da tabela

Em um jogo bem morno e com um gol marcado de pênalti, Manchester United segura o placar no Old Trafford e encosta nos líderes

gabriel_oandrea
Gabriel Andrea

Manchester United e Leicester entraram em campo com dois objetivos de momento bem parecidos pela 5ª rodada da Premier League, que era o de continuarem na cola dos primeiros colocados da competição. Os Devils, que começaram a partida com 5 pontos e na 8ª colocação, apenas empataram com o Southampton por 1 a 1 fora de casa na última rodada e precisavam se mostrar dentro de sua casa na atual rodada. Os Foxes, por sua vez, bateram o Bournemouth em um clássico regional por 3 a 1 e chegaram à 3ª posição na tabela inglesa.

Para encarar o Leicester, Solskjaer teria muitos e muitos problemas em relação à definição de seus 11 iniciais, já que vários de seus jogadores de mais confiança - como Shaw, Pogba, Martial e Lingard - se lesionaram nas últimas semanas e viraram desfalques repentinos para o United. Por essas e outras, o manager norueguês deu mais chances para Mata, Andreas Pereira e James.

O Leicester foi a campo com o claro intuito de após nas jogadas pelo alto, graças à altura de seus volantes e zagueiros. As “chuveiradas”, portanto, foram bem frequentes, principalmente no primeiro tempo do jogo. Sem muitas novidades, o técnico Brendan Rodgers manteve um time com seu tradicional 4-3-2-1 - com Gray, Maddison e Vardy mais ofensivos.

Logo no primeiro minuto de partida, o habilidoso Daniel James puxou para dentro e foi derrubado por Pereira, já criando uma boa oportunidade para Andreas Pereira quase marcar o primeiro do United com uma falta cobrada direta em direção ao gol e bem interceptada por Kasper Schmeichel.

A resposta do Leicester foi quase instantânea. Lindelof e Maddison disputaram a bola em velocidade, o meia inglês chutou firme e De Gea foi obrigado a fazer uma belíssima defesa com os pés e afastar a bola para escanteio. Os dois goleiros trabalhavam duro com menos de 10 minutos.

O jogo estava a todo favor nos minutos iniciais. Em uma boa aparentemente despretensiosa, Çağlar Söyüncü perdeu no sprint, empurrou Rashford na grande área e o juiz assinalou a penalidade máxima para os Red Devils. O próprio atacante foi lá e abriu o placar em Old Trafford.

Daí em diante o jogo ficou bem mais brigado no meio-de-campo, sendo bastante parado com faltas na linha da intermediária. Maddison e James vinham sendo as peças que mais levavam perigo a seus adversários, quase sempre pelo lado de campo.

Mata foi quem mais deixou a desejar por parte do Manchester United, já que não conseguiu levar perigo à zaga do Leicester e não usou praticamente em nenhum momento sua capacidade de armação de jogo.

Pelo Leicester, a surpresa do primeiro tempo ficou por conta de Hamza Choudhury, volante com uma ótima capacidade de passe, infiltração e que a todo o tempo jogou de cabeça erguida entre os meias do United.

Foi o visitante quem voltou melhor nos 45 minutos finais. A primeira chance veio logo no segundo minuto do returno, mas Maddison não alcançou a bola e De Gea ficou com o domínio. Em seguida, Gray cortou Young e cruzou firme na pequena área, mas não havia ninguém na área para completar.

Pelo time de Manchester, Daniel James, mais uma vez sendo a válvula de escape pelo lado esquerdo do United, quase marcou o segundo do time da casa ao chutar firme por cima do gol do goleiro dinamarquês. Poucos minutos depois foi a vez de Juan Mata incomodar o goleiro dos Foxes, com um bom chute colocado.

Na marca dos 10 minutos da segunda etapa, talvez na chance mais clara do Leicester na partida, com uma ótima cobrança de falta de Maddison, que passou a centímetros da meta do goleiro espanhol.

Das substituições feitas no segundo tempo, as que mais surtiram efeitos para os dois times foram Ayoze Pérez - por parte do Leicester - que entrou no jogo e fez jogadas bem agudas pelo lado direito do campo; e Chong, que entrou na vaga de Mata e foi outro a ir bastante para frente e ser bastante participativo na reta final da partida.

O ritmo ditado no final da partida foi bem diferente que o início do segundo tempo. As equipes diminuíram a velocidade ao atacar e o que mais foi visto foram bolas levantadas na área de qualquer maneira.

Rashford foi bem quebrou o baixo ritmo dos dois times nos minutos finais. Depois ser derrubado por Evans, o jovem atacante cobrou falta de muito longe e colocou a bola na junção do travessão com a trave do goleiro do Leicester.

No último lance de perigo da partida, Ndidi quase empatou tudo para os visitantes após chutar firme com a perna esquerda e ver a bola passar perto do gol de De Gea.

Apesar de não ter feito uma boa partida, os Devils conseguiram a vitória pelo placar mínimo após um pênalti ingênuo cometido por Söyüncü e bem batido por Rashford, que acabou sendo o melhor jogador em campo pelo Manchester United.

O time de Old Trafford chegou aos 8 pontos - os mesmos do Leicester - mas fica uma posição à frente dos Foxes por conta dos gols marcados.

VAVEL Logo
CHAT