Mesmo com derrota para o Atlético, Peter Bosz elogia força do Leverkusen fora de casa
Foto: Reprodução/B04

Mais uma vez o Bayer Leverkusen sai derrotada numa rodada de Champions League. Após perder para Juventus e Lokomotiv, os Leões foram a Madrid e perderam de 1 a 0 para o Atlético. Álvaro Morata foi o algoz da vez. No entanto, mesmo com o revés, o treinador Peter Bosz exaltou o estilo de jogo do seu Bayer.

Na coletiva depois do confronto, o holandês elogiou o estilo ofensivo e apontou a falta de criatividade no setor de meio de campo. Vale lembrar, que o Bayer não teve nenhuma chance clara de gol, contra duas do time espanhol.

"Fomos muito agressivos e compactos, mas o último passe estava faltando, o passe mais difícil do futebol, hoje não chegou. É por isso que tivemos poucas oportunidades de gol e é por isso que não marcamos [...] Penso que, com o futebol que jogamos hoje, merecíamos voltar para casa com algo mais do que mãos vazias."

Saindo dos suplentes, Álvaro Morata tirou a tensão que rondava o Atlético de Madrid aos 78' (Foto: Reprodução/Uefa)
Saindo dos suplentes, Álvaro Morata fez o gol salvador aos 78 minutos (Foto: Reprodução/Uefa)

A situação do Grupo D está enforcando os Leões de Leverkusen. Com a vitória sobre o Lokomotiv na Itália, a Juventus lidera a chave, tendo os mesmos sete pontos do Atlético de Madrid. Os russos do Lokomotiv têm três. Já o Bayer ainda está zerado. Mas Peter Bosz ainda acredita numa classificação.

"Ainda restam nove pontos no grupo. Sou um sonhador. Só vou dizer que acabou quando realmente acabar [...] No começo, dissemos que queríamos nos classificar às oitavas, que queríamos vencer as grandes equipes. Hoje estávamos perto, mas não tivemos sucesso. Mostramos que podemos competir contra uma equipe tão forte e como visitantes."

Na próxima rodada, o Bayer Leverkusen joga em casa contra o mesmo Atlético de Madrid, às 17h da quarta-feira (06), em novembro. No mesmo dia, às 14h55, o Lokomotiv recebe a Juventus.

VAVEL Logo