Vexatório! Mario Balotelli é novamente vítima de racismo na Itália
Foto: Divulgação/Calcio

Novamente o futebol foi usado como muleta para atos retrogados de racismo na Europa. A vítima da vez foi novamente o atacante Mario Balotelli, alvo de músicas preconceituosas por parte da torcida do Hellas Verona, que é o time ligado a torcidas organizadas declaradamente fascistas. O jogo foi disputado pela 11ª rodada do Campeonato Italiano, no estádio Marcantonio Bentegodi.

Aos oito minutos do segundo tempo, o atacante do Brescia protegia a posse de bola perto da bandeira de escanteio quando se cansou de ouvir os cânticos racistas, pegou a bola na mão de um chutão em direção aos bandidos preconceituosos da torcida rival.

Logo em seguida, Balotelli saia do escanteio para deixar a partida, mas os jogadores de sua equipe o impediram de sair do campo. Enquanto isso, o árbitro paralisou o confronto, que só foi retomado após o sistema de som pedir para a torcida (parte dela bandidos preconceituosos) do Hellas Verona parar de insultar o jogador. 

O menos importante do duelo entre o time da casa contra o Brescia foi o resultado: 2 a 1. E quando o time de Balotelli perdia por 2 a 0, o atacante vítima de racismo acertou um belo chute e diminuiu o placar, calando a boca dos bandidos.

Agora, espera-se que a Fifa tome atitudes pesadas, coisa que não vem acontecendo nos últimos tempos, vide o exemplo da torcida búlgara, que, contra a Inglaterra pelas Eliminatórias da Euro, ofendeu preconceituosamente o atacante britânico Sterling, do Manchester City.

VAVEL Logo