Após Mundial, Henderson já pensa na Premier League: "Precisamos nos recuperar e voltar ao foco"
Foto: Reprodução / Liverpool

Capitão do atual melhor time do mundo, o meio-campista Jordan Henderson foi uma das peças fundamentais para o sucesso do Liverpool no Catar. Na final contra o Flamengo, o inglês de 29 anos conseguiu fechar os espaços causados pela abertura dos pontas rubro-negros. Assim, com o título nas mãos, ele não poderia deixar de estar feliz no Oriente Médio.

O troféu do Mundial de Clubes é a terceira grande conquista dos Reds em 2019 — junta-se aos da Champions League e da Supercopa da UEFA. Também é a primeira vez na história que o time do norte da Inglaterra conquista este título.

"Estou muito satisfeito por termos vindo aqui e feito o que queríamos fazer, e isso é vitória. Tivemos dois jogos difíceis, mas pensei que os rapazes continuaram e mostraram uma grande mentalidade novamente para encontrar o espírito vencedor. Tivemos grandes chances no jogo, sempre seguimos em frente, sempre lutamos e tentamos encontrar a inovação, por isso estou muito feliz por termos conseguido fazer isso e manter o placar limpo (sem tomar gol)."

Felizes pela conquista, os jogadores do Liverpool falaram repetidamente da motivação que o título da Liga dos Campeões, em junho, deu, garantindo que não foi um sucesso isolado, pois, em seguida, o êxtase da Supertaça apareceu em agosto.

Henderson insistiu que os Reds devem usar o rótulo de "melhor time do mundo" para continuar num auto patamar, pois buscam ainda conquistar de forma inédita o Campeonato Inglês sob a nomenclatura Premier League.

"Continuamos e usamos para nos ajudar a progredir e usamos para ficar com vontade. Então, precisamos fazer o mesmo com este. Precisamos seguir em frente, temos um grande jogo chegando no meio da semana e os jogos acontecem espessos e rápidos, então é claro que podemos aproveitar esta noite, mas amanhã precisamos nos recuperar e voltar ao foco: o Leicester."

Depois do Mundial, o Liverpool volta ao Reino Unido com 10 pontos à frente do vice-líder Leicester, ao conquistar 16 vitórias em 17 partidas. Resta aguardar se o time de Klopp tomará para si o troféu inglês.

VAVEL Logo