Com gol de Mata, United bate Wolves e avança para quarta fase da FA Cup
Foto: Divulgação/Manchester United

Após um zero melancólico em pleno Molineux Stadium, casa do Wolverhampton, Manchester United e Wolves se enfrentaram pela partida de returno - na Inglaterra conhecido como replay - da terceira rodada da tradicional FA Cup, que aconteceu na última quarta-feira (15).

Diante de um Old Trafford habitualmente lotado, Solskjaer e Nuno Espírito Santo pouparam algumas de suas peças para a partida exatamente uma semana após o empate entre as equipes.

Dentro de campo, o manager norueguês colocou seus 11 iniciais de forma bem parecida com a qual escalou seu time da vitória avassaladora do United sobre o Norwich no último fim de semana, por 4 a 0. Matic, Mata e Greenwood foram alguns dos que não tinham jogando com tanta frequência mas apareceram na partida.

Do lado oposto, os Wolves tiveram como "novidade" na equipe apenas uma mudança no gol, com o câmbio do goleiro Ruddy na vaga do titular Rui Patrício. A questão era saber se a equipe formaria um 3-5-2 ou um 5-4-1, já que o treinador português optou por três defensores centrais.

Primeiro tempo 

Dado o apito inicial, as primeiras boas subidas foram majoritariamente produzidas por parte da equipe da casa. Logo aos dois minutos de jogo, Daniel James parou apenas no goleiro Ruddy após tentar driblá-lo depois de uma bola espetacular enfiada por Juan Mata.

Aos sete, veio a grande chance por parte do Wolverhampton. Após uma excelente investida de Traoré pelo lado esquerdo do ataque dos Wolves, Jiménez recebeu na grande área, deu um belo giro e parou em Romero, que agarrou em dois tempos.

Na marca dos dez minutos, o português Neto aproveitou o vacilo bizarro da zaga do United para sair cara-a-cara com Romero e abrir o placar em Old Trafford. O juiz voltou no lance com a ajudar do VAR e corrigiu a jogada, que foi anulada após notarem um pisão de Jiménez em Maguirre dentro da grande área.

Aos 13, Martial respondeu com um chute de canhota de fora a área, mas que não levou perigo à meta de Ruddy. Na marca dos 29 minutos, após um bom passe em profundidade de Moutinho, Jiménez teve mais uma ótima chance para abrir o placar, mas Romero salvou os Devils novamente.

Os 15 minutos finais, entretanto, foram de total domínio do time de Manchester, que foi dono de todas as ações da partida. Aos 42, Daniel James foi novamente colocado frente-a-frente com Ruddy, mas perdeu um pouco do ângulo e chutou no peito do goleiro adversário, que fechou bem o gol. 

Com um primeiro tempo marcado por belas defesas em Old Trafford, as equipes voltaram para o intervalo segurando um empate sem gols.

Segundo tempo

Após uma primeira etapa bastante corrida, porém sem nenhuma das redes balançadas, United e Wolves não tiraram o pé do acelerador na etapa final. O galês Daniel James era o homem ofensivo mais atuante do United de forma disparada.

Depois de uma enfiada de bola de Martial, aos seis minutos do returno, James recebeu girando e bateu cruzado de canhota, levando susto ao goleiro Ruddy, que viu a bola passar triscando a trave.

Mesmo com a presença de Ruben Neves no meio-de-campo, principal peça do Wolverhampton, Neto e Jiménez eram quem mais vinham fazendo estragos na defesa do time da casa.

Com pouco mais de 11 minutos, Jiménez recebeu na ponta esquerda da área de Romero, tentou encobrir o argentino e levou perigo à meta dos Red Devils, já que a bola passou bem perto do travessão.

A primeira metade do segundo tempo passou bastante pelos lados do campo. Traoré era o velocista por parte do time visitante, enquanto Williams era quem vinha incomodando o lateral-direito

Doherty. Na marca dos 23 minutos do segundo tempo saiu o primeiro gol da partida. Depois de uma bela puxada de Martial, Mata recebeu em velocidade e deu uma bela cavadinha curta para abrir o placar em Old Trafford e colocar o United na frente no marcador.

Após o gol, o United retraiu suas linhas um pouco e esperou os ataque dos Wolves. Por parte da equipe visitante, Gibbs-White entrou e ficou mais atuante na linha intermediária, deixando o lado de campo menos usado. 

Artilheiro dos Devils na temporada, Rashford pouco apareceu na partida apesar de ter aberto espaços para as boas aparições surpresas de James e Mata, que alternaram as pontas com Martial.

Faltando pouco mais de dez minutos para o fim da partida, Ruben Neves aproveitou o escanteio ensaiado e finalmente apareceu na partida, dando um belo chute de primeira e levando bastante perigo ao United. Nos minutos finais, porém, o time da casa passou a maior parte do tempo em seu campo de defesa, girando a bola trocando passes curtos.

Mesmo com um resultado minimamente favorável no placar, o United bateu o Wolverhampton e se qualificou para a quarta fase da FA Cup depois de dois duros confrontos e de apenas um gol marcado em 180 minutos.

VAVEL Logo