Análise: Sevilla dificulta, mas Real Madrid pressiona em dia de Casemiro e conquista liderança
Foto: Reprodução/La Liga

Campeão da Supercopa da Espanha, o Real Madrid foi recebido por um corredor feito pelo Sevilla. A "educação" acabou logo quando a bola rolou no Santiago Bernabéu. Em campo, o time de Andaluzia partiu para cima, aumentando as suas linhas de marcação. Os comandados de Zinédine Zidane até encontraram dificuldades. De volante para atacante, Casemiro garantiu a vitória blanca por 2 a 1 - De Jong marcou para os rojiblancos.

Foto: Reprodução/Sevilla 

Ex-merengue, Reguilón deu bastante trabalho na parte ofensiva. O lateral acelerava em velocidade e buscava encontrar os companheiros nos lançamentos precisos. Por outro lado, Banega era o centro do Sevilla. A bola sempre passava por seus pés. 

Em uma boa trama pela direita, De Jong recebeu cruzamento rasteiro. O atacante deu um tapa, quase saiu para comemorar, entretanto,  Carvajal conseguiu salvar antes da bola morrer no gol. Abro um parênteses para seu gol anulado, que pode gerar repercussões. Após cobrança de escanteio,  o atleta se desvencilhou-se da marcação, e abriu o marcador de cabeça. No lance, Militão tentou ir atrás, mas acabou esbarrando em Gudelj. Em lance de VAR, o juiz reconsiderou.

Foto: Reprodução/Real Madrid    

A expressão "água mole em pedra dura tanto bate até que fura", define o Real Madrid no segundo tempo. Tendo dificuldades de entrar na área com seus atacantes, a solução saiu dos pés e testa de Casemiro.  Como volante, o brasileiro fez belo desarme na ponta direita, tabelou com Jovic. Ele recebeu de calcanhar, e não desapontou ao dar uma cavadinha para cima de Vaclík. 

Ainda ligados na partida, os rojiblancos buscaram o empate com De Jong. Na vontade, Munir escorregou e conseguiu dá aquele toque de leve, assim o atacante colocou no canto Courtois. Na beira do gramado, o técnico Julen Lopetegui viu seu time ligar o botão off. A pressão merengue persistiu até Lucas Vázquez cruzar na medida. Casemiro nem pegou impulso, cabeceou no chão e a redonda entrou na baliza andaluz. 

Um triunfo que renderá um sono tranquilo aos merengues. Com 43 pontos, três a mais que o rival Barcelona - que ainda joga neste domingo -,  o Madrid assumiu a liderança da La Liga, enquanto os Palanganas permanecerão em terceiro.

VAVEL Logo