Borussia Dortmund goleia Union Berlin em casa com show de trio
Foto / Reprodução:@BVB

O Union Berlin saiu da capital com a missão de vencer o Borussia pela segunda vez no campeonato, mas sucumbiu diante do poderio ofensivo renovado do clube aurinegro. Haaland marcou dois gols em sua estreia como titular e Sancho, Witsel e Reus, de pênalti, marcaram um gol cada.

O meia Julian Brandt, apesar de não ter marcado, deu duas assistências e se destacou pela forma como armou o time pelo meio campo.

Começo fulminante e um festival de g ols perdidos

Atuando pela primeira vez no sistema 3-4-2-1, com Jadon Sancho e Marco Reus fazendo a linha de dois e o Erling Haaland como centroavante, o BVB entrou na partida com a mesma proposta de jogo utilizada nos jogos anteriores e tomou conta da posse de bola enquanto o Union tentava forçar seus erros através de uma marcação pressão no meio campo. Nos primeiros minutos de jogo, os berlinenses até obtiveram êxito com a sua tática e conseguiram anular o Julian Brandt, mas logo foram forçados a mudar sua estratégia. Aos 13’, após recuperar a bola na entrada da grande área, o Raphäel Guerreiro encontrou o Sancho livre para fazer uma boa jogada individual e abrir o placar. Logo em seguida, aos 18’, Brandt recebeu a bola pela direita e fez um cruzamento preciso para que o Haaland desviasse e ampliasse o marcador.

Foto/Reprodução: @BVB
Foto/Reprodução: @BVB

Com o resultado, o Borussia parecia já ter encaminhado a vitória e começou a abusar do preciosismo, perdendo assim a sua objetividade. O ala Achraf Hakimi cometeu muitos erros de passes e dribles que poderiam gerar boas situações de ataque e em diversas ocasiões, quando o time chegava com grandes chances de marcar, uma decisão errada era tomada e isso fazia com que a jogada terminasse de forma precoce. O ápice dessa situação foi quando o goleiro Rafal Gikiewicz cometeu um erro e deixou o Sancho livre em uma situação de um contra um e o inglês, ao invés de tentar o drible, chutou por cobertura e errou o gol.

Solidez defensiva e consolidação do placar

O time do Union Berlin voltou para o segundo tempo com a sensação de que poderia buscar o resultado, voltou a fazer uso da sua marcação pressão e começou a se aproveitar dos erros defensivos do Dortmund para chegar com cada vez mais perigo ao ataque. Esta situação perdurou até os 64’ de jogo, quando o técnico Lucien Favre colocou o zagueiro Dan-Axel Zagadou no lugar do Hakimi, montando assim uma cadeia de três defensores com ele, Hummels e Akanji e jogando o lateral de origem Lukasz Piszczek para a ala, onde antes estava o marroquino.

Com essa alteração, o BVB teve mais solidez defensiva, passou a criar mais jogadas de ataque e aos 68’ o Haaland recebeu a bola perto da grande área, avançou e foi derrubado pelo goleiro Gikievicz ao  tentar driblá-lo. O cobrador de pênaltis oficial, Marco Reus, converteu a cobrança e deu fim ao ímpeto que dava impulso ao Union Berlin. Dois minutos depois, em um contra-ataque, Sancho cruzou rasteiro para que o Witsel marcasse o quarto e aos 76’, Brandt, de calcanhar, deu o passe para que o Haaland fizesse o quinto e último gol do Borussia na partida – o seu sétimo em três partidas.

Com os resultados do dia, o Borussia Dortmund subiu para a terceira colocação e agora está a três pontos do líder Bayern München e o Union Berlin caiu para o 12º lugar. Na próxima rodada, os aurinegros irão à Leverkusen no sábado (8) às 14h30 e o Union jogará contra o Werder Bremen fora de casa um pouco mais cedo, às 11h30.

VAVEL Logo