Abidal, Bartomeu, Neymar e ‘quero continuar’: Messi comenta momento do Barcelona
Foto: Reprodução/FC Barcelona

Não é segredo para ninguém que o clima nos bastidores do Barcelona está para lá de embaraçoso. Grande ídolo da história do clube culé, Lionel Messi é um dos pivôs do desconforto entre diretoria e o jogador. Após Eric Abidal insinuar que os próprios atletas derrubaram o treinador Ernesto Valverde, o camisa 10 pediu para que o francês provasse a opinião. Com isso, especulações de que o argentino pudesse sair do Barça ganharam força. Mas foram desmentidos nesta quinta-feira (20).

Em entrevista ao Mundo Deportivo, Lionel Messi garantiu que jamais pensou em sair do Barcelona. Mesmo envolvido na polêmica, ele não escondeu o bem querer pela cidade e clube catalão: “Minha ideia é seguir no Barça. Enquanto o clube e a s pessoas continuarem querendo isso, nunca haverá nenhum problema. Que estamos bem todos, que haja um projeto vencedor e sigamos disputando todos os títulos como sempre fizemos. Quero continuar [...] Amo Barcelona, mesmo que sinta muita falta de Rosario. Esta é minha casa, estive mais tempo aqui do que na Argentina. Levo uma vida que gosto muito.”

Messi: "Não podia deixá-lo me atacar"

“Não sei o que aconteceu para ele dizer isso, mas me senti atacado. Ele estava atacando os jogadores. Também foi em nível pessoal, porque já é dito muito que tomo decisões e comando, o que não é verdade. E me incomodou que foi dito por uma pessoa do clube. Colocar os jogadores no meio da demissão do técnico me pareceu uma loucura. Por isso fui esclarecer, sabia que não podia deixá-lo me atacar dessa maneira”, motivou Messi.

O capitão do Barcelona também falou a respeito da denúncia feita pela rádio Cadena SER, que, segundo o veículo, a diretoria catalã teria contratado uma empresa para criar bots (perfis falsos) nas redes sociais para melhorar a imagem dos dirigentes do clube, além de disparar críticas a jogadores do próprio Barcelona, inclusive Lionel Messi.

“Realmente fiquei um pouco surpreso, porque estava viajando. Quando cheguei, me informei um pouco sobre tudo. O presidente nos disse a mesma coisa que disse na coletiva de imprensa. Qual era a situação, o que havia acontecido.  Não posso dizer muito mais. Tudo o que ele falou em público, ele contou aos capitães em particular”, explicou.

Em meio a tudo isso, Josep Maria Bartomeu, presidente do Barcelona, negou a acusação, mas o camisa 10, por sua vez, preferiu não se aprofundar no assunto: “A verdade é que acho estranho que algo assim aconteça. Mas eles também disseram que havia evidências. Teremos que esperar para ver se é verdade ou não. Não podemos dizer muito e, sim, esperar para ver o que acontece com tudo isso”, fechou Messi.

Messi: "Ele está com muita vontade de voltar"

Partindo para dentro do campo, Lionel Messi não escondeu que conversa com seu amigo Neymar. Sem um bom clima no Paris Saint-Gemain, o camisa 10 brasileiro forçou a saída do clube francês para retornar à Catalunha, mas o presidente da equipe parisiense barrou. No entanto, o argentino cravou que Ney está arrependido: “Ele [Neymar] está com muita vontade de voltar. Sempre se mostrou arrependido. Ele fez muito para voltar, e isso [pedir perdão à torcida] seria o primeiro passo para tentar retornar.”

Assim, Lionel Messi se pronuncia sobre todas as polêmicas acerca do Barcelona, sem fugir covardemente dos bastidores do clube culé, exercendo seu papel de capitão, líder e ídolo barcelonista.

VAVEL Logo