Napoli joga melhor, mas empata com Barcelona na ida das oitavas de UCL
Foto: Divulgação/Uefa

Duas grandes equipes, dois novos treinadores: Gennaro Gattuso Quique Setién. Ambos com propostas diferentes para a partida de ida das oitavas de final da Champions League. O Barcelona deu a saída de bola, logo, o Napoli aumentou suas linha de marcação impedido os visitantes de chegaram ao ataque. Resultado? Empate de 1 a 1, no estádio San Paolo.

Depois do estudo, os Culés conseguiram chegar ao gol. Cercado por três marcadores, Messi tabelou com De Jong, mas na hora da finalização pegu muito embaixo da bola, que subiu por cima do travessão. Em seguida, foi a vez do Napoli em chute fraco de Mertens. Gattuso apostou na marcação recuada e confiava no poder de seus homens da frente: Callejón, Insigne e Mertens. 

Callejón obteve grande oportunidade no minuto 16. Fabián Ruiz, de primeira, inverteu para o camisa 7. Ele finalizou em cima de Firpo e a bola terminou nas mãos de Ter Stegen. A estrategia do Azzurri foi bem-sucedida antes dos times irem para o intervalo.

Zielinski desarmou Firpo, ele avançou até à linha de fundo, cruzou rasteiro da direita. Antenado no próximo movimento, Insigne deixou passar, Mertens dominou para finalizar colocado. O goleiro nem foi na bola.

Foto: Divulgação/Uefa    

Você deve se perguntar o que aconteceu com Lionel Messi. Bom, o capitão blaugrana pouco apareceu no confronto. Com 67% de posse contra 33%, o Barcelona trocava passes lentamente e não tinha nenhuma criatividade.

Com uma sombra, Messi não tinha com quem dividir a responsabilidade. Griezmann? nem apareceu no primeiro tempo.

Foto: Divulgação/Uefa   

Retorno do intervalo, um novo capítulo escrito pelos times. O Napoli perdeu Mertens logo no início. O belga sofreu uma entrada dura de Busquets - punido com amarelo e está fora do próximo jogo. Sem demora, o volante encontrou uma forma de se redimir dando belíssima enfiada para Semedo. O lateral rolou no meio e Griezmann, que estava sumido, apareceu para escorar.

Os partenopeos poderiam ter ampliado. Insigne se livrou de Piqué e Vidal na beira do gramado. O atacante arrematou na primeira trave, mas Ter Stegen segurou. 

Com os números do cronômetro se aproximando para o término da partida, Napoli e Barcelona deixaram a parte tática de lado e foram para o tudo ou nado. O jogo ficou aberto, os donos da casa conseguiram se sobressair, contudo, faltava caprichar naquele último passe.  Já os blaugranas levaram o vermelho pela cabeça quente de Vidal. Além de Piqué, que saiu lesionado.

Foto: Divulgação/Uefa  

Os comandados de Gattuso tentaram, no entanto Felix Brych apitou pela última vez para lamento de uns e alívio de outros.

VAVEL Logo