Barcelona visa manter invencibilidade na La Liga em clássico contra Real Madrid 

Com 18 gols em 20 jogos na temporada 2019/20, Messi é o artilheiro do Campeonato Espanhol. O argentino entra em campo neste final de semana com a missão de ser decisivo no duelo entre o Barcelona, líder da competição, e o Real Madrid, que vem logo atrás do rival na classificação. A bola vai rolar às 17h (de Brasília) em Madrid.

Neste momento apenas dois pontos separam as equipes na tabela, ou seja, se a equipe madrilenha vencer El Clásico ultrapassa os catalães e assume o 1º lugar. Para completar, igualaria o confronto histórico da maior rivalidade do futebol espanhol. Neste momento, são 96 vitórias do Barça contra 95 do Real. 

Este será o segundo jogo consecutivo do Real Madrid em seu estádio. Na quarta-feira (26), o time amargou a derrota de virada para o Manchester City por 2 a 1, no confronto de ida das oitavas de final da UEFA Champions League. No dia anterior, o Barcelona empatou com o Napoli em 1 a 1, mas a vantagem blaugrana é que neste caso a partida de volta é no Camp Nou.

Série invicta e crise em Madrid

A última derrota do Barça foi em 6 de fevereiro, quando tomou 1 a 0 do Athletic Bilbao pelas quartas de final da Copa do Rei. Já pelo Campeonato Espanhol o time de Quique Setién perdeu para o Valencia em 25 de janeiro. Desde então o clube mantém 100% de aproveitamento (venceu Levante, Betis, Getafe e Eibar), marcou 12 gols marcados e sofreu apenas quatro neste mês.

Com apenas uma vitória nos últimos cinco jogos, o Real Madrid enfrenta um momento de insatisfação de torcedores com alguns nomes do elenco e até o trabalho de Zidane é questionado pela imprensa. No entanto, todo cuidado é pouco, visto que o técnico  vê o clássico como o momento ideal para dar a volta por cima. Ele aprovou a postura do time na derrota para o City, mas admitiu erros que fizeram os merengues levarem dois gols em 10 minutos. 

Brasileiros em ação

O goleiro Neto e o meio-campista Arthur está na lista de convocados para o clássico do lado catalão. O segundo tem mais chances de participar da partida, visto que jogou cerca de 40 minutos contra o Napoli e o outro é reserva de Ter Stegen.

Já Zidane relacionou o zagueiro Eder Militão, o lateral esquerdo Marcelo, o meio-campista Casemiro e o atacante Vinicius Jr.

VAVEL Logo