Fifa prorroga novo Mundial de Clubes em função do coronavírus
Foto: Reprodução / Fifa

Com o mundo envolvido na pandemia do coronavírus, a Fifa anunciou o adiamento do novo Mundial de Clubes. O motivo se deu pela alteração de 2020 para 2021 da Euro e Copa América. Em nota realizada nesta terça-feira (17), o presidente Gianni Infantino salientou a situação delicada, logo, é preciso encontrar maneiras de solucionar.

"O mundo está enfrentando um desafio de saúde sem precedentes e claramente é necessária uma resposta global e coletiva. Cooperação, respeito mútuo e compreensão devem ser os princípios orientadores para todos os tomadores de decisão terem em mente neste momento crucial no tempo. Particularmente no futebol, é imprescindível encontrar soluções adequadas e justas em nível global. Isso requer unidade, solidariedade e um senso de responsabilidade compartilhado, e precisamos pensar em todos aqueles ao redor do mundo potencialmente impactados por nossas decisões".  

O torneio envolvendo clubes seria realizado nos meados de junho e julho, contendo 24 times. Tomando todas as precauções, Infantino comentou que uma reunião por de videoconferência será realizada na quarta-feira (18) para definir os seguintes termos:

- questão de aceitar os adiamentos da Copa América e da Eurocopa de 2020;

- o reagendamento do novo Mundial de Clubes (para 2021, 2022 ou 2023);

- a discussão com as autoridades chinesas sobre o impacto da suspensão do Mundial de Clubes de 2021; 

- estudo do impacto das atuais mudanças no calendário das confederações

Em relação aos Jogos Olímpicos de Tóquio, a Fifa seguiu em conformidade com a nota do Comitê Olímpico Internacional (COI), que mantém o evento.

VAVEL Logo