Em meio a decreto governamental, KNVB antecipa fim de
temporada esportiva nos Países Baixos
Foto: Divulgação/Eredivisie

Acabou a temporada do futebol nos Países Baixos. Após o governo do país europeu decretar a realização de eventos esportivos apenas a partir do dia 1º de setembro em combate à pandemia do coronavírus, a KNVB (Real Associação de Futebol dos Países Baixos, em neerlandês) decidiu encerrar as competições que organiza no território. Com isso, a Eredivisie (primeira divisão), a Eerste Divisie (segunda divisão), a Eredivisie Vrouwen (Campeonato Feminino) e a KNVB Beker (Copa dos Países Baixos) estão encerradas. Em relação aos campeonatos nacionais, não haverá campeão, rebaixados e clubes promovidos da divisão inferior.

Em comunicado divulgado no site oficial da entidade máxima do esporte nos Países Baixos, a decisão foi tomada com grande parte pela ordem governamental, mas a KNVB deixou claro que a preocupação com saúde pública e sanitarismo está no mais alto nível, embora reconheça que a medida radical cause descontentamento em alguns envolvidos. A publicação ainda informa que a classificação final da Eredivisie irá servir apenas para definir quais clubes irão participar das competições europeias e que as diretrizes adotas estão em conformidade com as leis da Uefa.

A KNVB explicou também que o cancelamento do restante da temporada causa prejuízo bem considerável, com interferência grande na geração e manutenção de empregos, bem como em investimentos feitos por torcedores que consequentemente geram lucro aos clubes. Segundo o órgão, todas as decisões foram consideradas em reunião com entidades e representantes de 34 equipes. Tal evento foi algo inédito na história da modalidade no país e reconheceu que todos serão prejudicados. A responsabilidade maior ficou com os times que irão participar das competições internacionais. Estes terão a obrigação de pagar 25% da verba inicialmente recebida da Uefa para ser distribuída entre as outras agremiações como forma de socorro financeiro.

A Real Associação de Futebol dos Países Baixos afirmou que não existe regra específica no código da Uefa sobre ascensão e queda de clubes. Com o calendário cheio, ficaria lotado o preenchimento com jogos durante a semana e à noite, o que resulta em maiores esforços e recursos de clubes, municípios e policiais. Dessa forma, os clubes votaram pela manutenção de rebaixamento e promoção ou pela suspensão do artifício. Dessa forma, o Conselho de Futebol da KNVB decidiu que ninguém seria considerado campeão dos campeonatos e da Copa e que não haveria rebaixamento/promoção por ainda ter muitos jogos a serem disputados.

Competições europeias

Sobre as vagas para as competições europeias, ficou decidido que o Ajax vai disputar a Uefa Champions League a partir da última fase dos playoffs, enquanto o AZ Alkmaar começa a participar da maior competição interclubes desde a segunda fase dos confrontos eliminatórios, antes da fase de grupos. Na Uefa Europa League, o Feyenoord entra na fase de grupos da competição, o PSV vai disputar a terceira fase dos playoffs e o Willem II começa a disputar o torneio a partir da segunda fase dos playoffs, antes da fase de grupos.

Na Uefa Women’s Champions League, a KNVB informou que, como não haverá uma equipe campeã, PSV e Ajax estão qualificados por serem os dois melhores colocados antes do cancelamento da Eredivisie feminina, que não tem rebaixamento. Na Eredivisie Sub-19, a equipe Sub-19 do Ajax foi a escolhida, mas só irá participar da Uefa Youth League se o time principal do Ajax se classificar à fase de grupos da Uefa Champions League.

No futsal, as decisões foram as mesmas do futebol de campo, sem campeão, rebaixados e promovidos. O líder da competição até o momento, o Hovocubo, irá representar os Países Baixos na Uefa Champions League de Futsal na próxima temporada.

VAVEL Logo