Em partida com sete gols no segundo tempo e manifestações contra racismo, Dortmund passeia sobre Paderborn
Foto: reprodução/BVB

O Paderborn até conseguiu segurar seus oponentes durante o primeiro tempo, mas, com três gols de Jadon Sancho, o Borussia Dortmund deslanchou durante o segundo e goleou na Benteler-Arena por 6 a 1, neste domingo (31), pela 29ª rodada da Bundesliga.

Depois da derrota contra o Bayern na última rodada, o Borussia Dortmund praticamente se viu sem chances de conquistar a Bundesliga e até dirigentes do clube afirmou antes da partida que o novo objetivo do clube seria garantir a vaga para a Champions League o mais rápido possível, mas eles tinham pela frente um time que havia empatado seus últimos três jogos e sofrido apenas um gol depois da volta do campeonato, apesar de estar na lanterna.

Ferrolho azul e pouca precisão

O Paderborn veio preparado para ficar totalmente fechado durante a partida e tentar surpreender o Borussia Dortmund com um contra-ataque rápido armado através dos lançamentos dos seus zagueiros. Isso ficou muito claro quando o zagueiro Schonlau entrou como volante improvisado, para então recuar e se tornar um terceiro zagueiro.

Com o ferrolho armado, o time aurinegro manteve a maior posse de bola (71%), mas nos primeiros minutos, quem mais finalizou foi o Paderborn, que chutou duas vezes fora do alvo.

O Dortmund demorou 16 minutos para fazer o primeiro arremate, mas quando chegou, levou muito perigo com um chute cruzado do atacante improvisado Thorgan Hazard, que substituiu o lesionado Haaland. A melhor chance do primeiro tempo veio de uma boa finalização cruzada do Raphaël Guerreiro, mas ela desviou na zaga e foi para fora.

O Borussia ainda tentou explorar um dos principais pontos fracos do Paderborn e abusar das jogadas de cruzamento rasteiro (os últimos três gols sofridos por eles vieram de jogadas deste tipo), mas a baixa precisão do ala Achraf Hakimi em seus passes (75% de acerto) dificultou a construção das jogadas dos Abelhas.

Por outro lado, os destaques do time durante o primeiro tempo foram Lukasz Piszczek e Mats Hummels, que acertaram um grande percentual dos seus lançamentos e das disputas de bola em que se envolveram.

Seis gols, hat-trick e protesto

O segundo tempo começou com o Borussia em um ritmo totalmente diferente. Logo nos primeiros minutos, os auri-negros finalizaram com muito perigo para o gol e não marcaram apenas por conta de detalhes. Aos 54,, no entanto, o ferrolho finalmente foi aberto quando Emre Can fez boa jogada pela ponta esquerda e cruzou para o meio. A bola foi mal interceptada pelo goleiro Zingerle e sobrou para Hazard finalizar sem problemas e abrir o placar.

Três minutos mais tarde, antes mesmo que o Paderborn pudesse assimilar o golpe e tentar buscar o resultado, Julian Brandt fez outra boa jogada pela direita e cruzou rasteiro para Jadon Sancho fazer o seu primeiro e ampliar para o Borussia. O inglês inclusive aproveitou o momento da sua comemoração para tirar e camisa e protestar contra toda a situação envolvendo a morte de George Floyd nos EUA, assim como outros jogadores durante a rodada.

O protesto de Sancho. Foto: Reprodução / BVB
O protesto de Sancho. Foto: Reprodução / BVB

 

Depois disso, o jogo ficou morno e o Dortmund parecia apenas se concentrar em manter a posse de bola, mas aos 72, o Paderborn teve um pênalti marcado a seu favor depois de toque de mão do Can e diminuiu o placar. Hünemeier converteu para os mandantes, mas esta foi a fagulha que faltava para que o Borussia retomasse o ânimo com a partida e passasse a dominá-la novamente.

Aos 74, em uma ótima jogada pela esquerda, Thorgan Hazard recebeu um passe e acionou Jadon Sancho novamente para que ele fizesse 3 a 1.  Pouco mais de dez minutos mais tarde, Marcel Schmelzer, que havia entrado no lugar do Raphaël Guerreiro, recuperou uma bola perdida na grande área do Paderborn e passou para que Hakimi enfim deixasse o seu, o quarto do Dortmund.

Sem tirar o pé do acelerador, o BVB continuou sufocando seus oponentes, e Axel Witsel, desta vez pela direita, cruzou para que Marcel Schmelzer fizesse seu primeiro gol na Bundesliga desde setembro de 2013 aos 89.

Por fim, já no final da partida, o estreante Mateu Morey acionou Jadon Sancho, que avançou em velocidade e chutou para fazer seu hat-trick e decretar a goleada por 6 a 1. Com a sua influência no resultado da partida de hoje, o inglês chegou a incrível marca de 17 gols e 16 assistências na temporada, tendo um envolvimento total em 33 gols.

Classificação e próximos compromissos

Com o resultado, o Dortmund se consolida na segunda posição e não será mais ultrapassado na rodada mesmo em caso de vitória do RB Leipzig contra o Köln. Já o Paderborn manteve seus 19 pontos e está praticamente rebaixado.

Na próxima rodada, o Borussia receberá o Hertha Berlin, nono colocado, que vive boa fase depois da chegada do técnico Bruno Labbadia e o Paderborn terá mais uma dura missão contra o RB Leipzig.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore
VAVEL Logo