Habemus calcio! Juventus e Milan retomam futebol italiano em clássico pela semifinal da Coppa Italia
Foto: Divulgação/Juventus

Foram três meses de muito sofrimento, dor e lágrimas no povo italiano. A pandemia do coronavírus aproveitou deslizes e falta de ações efetivas e tomou conta do país. Quando as autoridades deram conta, foi um pouco tarde. Ao todo, 236.142 pessoas foram contaminadas e 34.167 habitantes morreram no país. Ainda que tardiamente, as ações tomadas foram necessárias para evitar um desastre ainda mais severo. Aos poucos, a população volta a encarar a normalidade, ainda com restrições. O retorno do futebol propicia uma mensagem de esperança e união no país.

O calcio está de volta. A partir das 16 horas desta sexta-feira (12), Juventus e Milan entram em campo pela segunda semifinal da Coppa Italia. Por causa da pandemia, a segunda competição mais importante da Itália foi trazida para antes do reinício da Serie A. O clássico irá acontecer no Allianz Stadium, em Turim/ITA. No primeiro jogo, disputado no último mês de fevereiro, empate em 1 a 1. Com isso, a Juve entra em campo com a vantagem do empate sem gols. Ao Milan, resta a vitória.

A rivalidade entre alvinegros e rubro-negros é histórica e longínqua. Em todas as 293 partidas disputadas, são 112 vitórias e 428 gols da Juventus, 97 triunfos do Milan e 416 tentos, além de 87 empates. Porém, na contagem oficial, 63 jogos não são válidos. Dessa maneira, são 230 clássicos, com 91 vitórias juventinas, 66 milanesas e 73 empates, com 329 gols da equipe de Turim e 294 da equipe de Milão.

Desafio aberto

Embora tenha a vantagem de poder disputar mais uma decisão de Coppa Italia com um empate sem gols, a Juventus não considera o confronto como ganho. O primeiro duelo traz o sinal de alerta ao clube. Em San Siro, o Milan dominou o jogo e não obteve a vitória pelo gol marcado no fim por Cristiano Ronaldo, em penalidade máxima. Além disso, o goleiro Buffon fez cinco defesas importantíssimas para evitar a vantagem adversária. O técnico Maurizio Sarri terá todo o elenco à disposição e tem apenas uma dúvida entre os goleiros Buffon e Szczesny. Em entrevista coletiva, o comandante bianconeri ressaltou o condicionamento físico dos atletas e o fato de disputar uma partida tão grande sem a presença do público.

Foto: Divulgação/Juventus
Foto: Divulgação/Juventus

“Nenhuma equipe hoje sabe em que nível está em sua preparação, porque tivemos uma interrupção anormal. Estou satisfeito com o que vi durante esses dias de treinamento, mas a resposta do jogo é diferente. Temos sorte de estar disputando ainda três objetivos da temporada, que serão disputados separadamente. O Milan sempre criou problemas para nós nesta temporada e o resultado da primeira partida não nos garante nada. Será um jogo bem aberto. Jogar com portões fechados não é uma sensação maravilhosa, mas a força de uma equipe reside em saber como fugir das condições ambientais. Mesmo no nível rítmico, algo pode mudar, a ausência do público pode mudar as coisas”, declarou.

Sem Ibrahimovic, Milan tenta retornar à decisão da Coppa

O Milan poderia ter saído com um resultado melhor no primeiro confronto pelo desempenho superior durante os 90 minutos. Porém, um lance nos minutos finais garantiu o empate e uma ligeira vantagem à Juventus. Fora de casa, ainda que sem a presença do fervoroso torcedor alvinegro, a equipe de Milão está determinada a buscar a vitória e a classificação para a final após dois anos. Porém, um desfalque será bastante sentido. O atacante Ibrahimovic está lesionado e fora da temporada. Com isso, Lucas Paquetá deve ser a referência ofensiva milanesa. O técnico Stefano Pioli comentou sobre suas expectativas ao clássico decisivo.

Foto: Divulgação/AC Milan
Foto: Divulgação/AC Milan

“Voltar a jogar é a coisa mais importante, mas isso precisa ser feito com segurança. Obviamente, jogar sem torcida é algo muito ruim, mas é o menor dos males no momento. Estamos concentrados em nosso objetivo de levar o Milan de volta às competições europeias e temos duas formas de conseguir isso: pela Serie A e pela Coppa Italia. A série de jogos mostra que a Coppa é nossa primeira oportunidade, então claramente precisamos nos concentrar nela. É o que estamos fazendo. Enfrentamos a Juventus duas vezes nesta temporada, ambos os jogos foram difíceis e tenho que dizer que saímos com alguns arrependimentos nas duas vezes em termos de resultados. O resultado não é favorável, mas já mostramos que temos qualidade para nos impor na partida. Faremos nosso melhor”, falou.

VAVEL Logo