Na cola do líder, Barcelona tenta reabilitação no Espanhol diante do Atlético de Madrid
Foto: Ángel Gutiérrez / Club Atlético de Madrid

Faltam seis rodadas para o final do Campeonato Espanhol. A disputa pelo título segue acirrada entre o líder Real Madrid e o vice Barcelona, que nesta terça-feira (30) recebe o Atlético de Madrid no Camp Nou.

Em dezembro, no primeiro turno da competição, Messi fez o único gol no Wanda Metropolitano. O último confronto entre as equipes foi em janeiro, pela Supercopa da Espanha, e aí o Atlético venceu por 3 a 2. Koke, Messi, Griezmann, Morata e Correa fizeram os gols.

Barcelona depende apenas de si

Com dois empates nos últimos três jogos, o Barcelona viu o Real Madrid assumir a ponta da tabela e agora não depende mais de si para ser tricampeão. Nas próximas rodadas, o clube ainda enfrenta Villarreal, Espanyol, Valladolid, Osasuna e Alavés.

Negociado com a Juventus, o meio-campista Arthur está entre os relacionados mas deve ficar como opção. "Esperamos que ele se esforce ao máximo até o último dia que estiver aqui. Até o final da temporada ele é jogador do Barcelona e se comprometeu a nos ajudar para atingir os objetivos que planejamos", declarou o técnico Quique Setién sobre o ex-jogador do Grêmio.

A tendência é a volta de Lenglet e Griezmann ao time titular - eles começaram no banco no empate diante do Celta no final de semana.

"Conversamos com o elenco sobre várias coisas, sobre o que estamos vivendo e como podemos fazer melhor. Não estamos conseguindo transformar nossas ações em gols e isso gera nervosismo e frustração, mas uma vitória pode mudar isso. Às vezes os resultados não dependem de emim, mas acredito que estou fazendo um bom trabalho e que estamos melhorando. Todos os jogos contra o Atlético são muito disputados, mas daqui para frente todos os jogos são importantes. É uma equipe identificada com seu estilo de jogo e nos vai deixar em situações complicadas", completou o treinador.

Provável escalação do Barcelona: Ter Stegen, Semedo, Piqué, Lenglet e Jordi Alba; Busquets, Rakitic e Vidal; Messi, Suárez e Griezmann. Técnico: Quique Setién.

Atlético de Madrid em boa sequência

Sem Koke e Savic, suspensos, e Vrsaljko, lesionado, o Atlético de Madrid deve ter a volta de Saúl entre os 11. O argentino Diego Simeone está confiante na equipe que na era pós-pandemia acumula quatro vitórias consecutivas - Osasuna, Valladolid, Levante e Alavés.

"Não vamos mudar nosso estilo, temos uma equipe forte, defensiva, com meio-campistas que saem para o jogo e eles sabem o que precisam fazer. Será um jogo duríssimo contra uma das melhores equipes do mundo e excelentes jogadores que vem conquistando o campeonato há anos e não vão abrir mão disso até o final porque querem ganhar mais um título".

Provável escalação do Atlético de Madrid: Oblak, Trippier, Felipe, Giménez e Renan Lodi; Thomas, Saúl; Llorente, Carrasco; João Félix e Diego Costa. Técnico: Diego Simeone.
 

VAVEL Logo