Por vaga na Bundesliga, Werder Bremen e Heidenheim fazem jogo de ida no Relegation 2020
Foto: Divulgação/Bundesliga

Está chegando a hora da decisão! Como em todo final de temporada do futebol alemão, há um confronto importante que mexe com o emocional dos apaixonados torcedores alemães: o Relegation, que em outras palavras, é o playoff que pode manter um time no principal escalão do campeonato nacional ou rebaixar à divisão inferior. Ou seja, é o confronto realizado entre o décimo sexto colocado da primeira divisão contra o terceiro colocado da segunda divisão.

Na edição 2019-20 teremos o confronto entre Werder Bremen e Heidenheim. O jogo de ida será nesta quinta-feira (2), às 15h30, no Weserstadion, enquanto o jogo de volta está agendado para a próxima segunda-feira (6), às 15h30, na Voith-Arena. Diferente das edições anteriores, os jogos serão realizados sem presença do público nos estádios devido a pandemia de coronavírus.

Com muitos problemas ao decorrer da temporada, o Bremen passou muitas rodadas na zona de rebaixamento e apenas conseguiu sair da penúltima posição no último jogo do campeonato, quando goleou o Colônia por 6 a 1 e contou com ajuda do Union Berlin para vencer o Fortuna Düsseldorf, até então seu concorrente direto ao playoff.

A paralisação da liga foi determinante para que os Papagaios voltassem motivados para reverter a terrível situação: em 10 jogos foram 4 vitórias, 1 empate e 5 derrotas. No total, a equipe conseguiu 31 pontos em 34 partidas, sendo 8 vitórias, 7 empates, 19 derrotas e -27 no saldo de gols.

O Heidenheim, por sua vez, passou a maior parte da 2.Bundesliga em quarto lugar e precisou contar com os deslizes do Hamburgo para subir na classificação. Aliás, até a última rodada houve possibilidade de ser realizado o Clássico do Norte no playoff, mas os Dinossauros foram goleados por 5 a 1 pelo Sandhausen e passarão mais um ano na segunda divisão. Mesmo com a derrota por 3 a 0 para o campeão Arminia Bielefeld, o clube conseguiu se manter na terceira posição e irá à decisão.

Em 34 partidas, o Heidenheim conquistou 55 pontos, um a mais que o Hamburgo, sendo 15 vitórias, 10 empates, 9 derrotas e +9 no saldo de gols. Arminia e Stuttgart subiram direto à primeira divisão.

No retrospecto geral, as equipes se enfrentaram apenas em duas oportunidades. Foram dois jogos disputados na Copa da Alemanha: em 2011-12, com vitória do Heidenheim, e outra em 2019-20, a atual temporada, na qual o Bremen venceu por 4 a 1, em partida válida pela segunda rodada da competição.

Sentimento de tensão total

Em entrevista coletiva, o técnico Florian Kohfeldt destacou o cuidado que sua equipe precisa ter contra o adversário e que há um sentimento de tensão total.

“Só posso dizer a todos: Cuidado absoluto! Aí vem o terceiro da tabela. Ainda temos um sentimento de tensão total. Nós realmente queremos nos afirmar. Heidenheim é orientado a ter o comando da bola desde o início, então procure imediatamente os duelos. Essa é uma característica e temos que atender a isso.”

O alemão ainda complementou: “Basicamente, eu gosto de ser o favorito, porque isso implica que você tem muitas coisas em suas próprias mãos. Nós mesmos temos que ter o foco, temos que estar focados e a qualidade precisa estar em campo. Além disso, a tensão é realmente alta. Sou um treinador jovem, estou experimentando o rebaixamento pela primeira vez como responsável e também sinto que temos dois jogos que tratam de tudo.”

Questionado se assistiu o último jogo contra o Heidenheim na Copa da Alemanha, o jovem treinador respondeu: “Eu assisti ao jogo novamente em tamanho real. Foi há muito tempo e não será tão repetitivo quanto em outubro. Temos dois jogos agora, então precisamos fazer tudo de forma mais estratégica. Heidenheim foi muito forte ao longo da temporada. Só posso especular como eles aparecerão aqui. Está claro que esses dois jogos não são apenas sobre táticas, mas também sobre paixão e comprometimento.”

Por fim, Kohfeldt disse como escolhe os jogadores para iniciar as partidas: "Eu sempre olho para o pessoal que faz mais sentido para um jogo e depois decido a escalação.”

Aproveitar as oportunidades

Frank Schmidt, técnico do Heidenheim, comentou sobre o duelo com Werder Bremen: “Perdemos o último jogo por 3 a 0 e o Werder venceu por 6 a 1. Ainda assim, na minha opinião, isso não importa. Nós dois dependíamos de outras equipes para isso. O Werder Bremen alcançou merecidamente o playoff no final, exatamente como fizemos. Eles venceram apenas dois jogos em casa e venceram a Copa contra nós. Portanto, este jogo da Copa tem algo de bom para nós. Sabemos o que esperar, com exceção dos espectadores, que infelizmente estão desaparecidos.”

Para finalizar, o treinador complementou: “Há muito trabalho, mas também há oportunidades em que Bremen pode ser vulnerável. Não podemos esperar por essas situações, mas sim temos que trabalhar isso e não perder as chances.”

VAVEL Logo