Em jogo com três pênaltis, Fiorentina bate Parma e se recupera na Serie A
Foto: Divulgação/ACF Fiorentina

Em um jogo muito acidentado, com dez cartões amarelos e três pênaltis, a Fiorentina bateu o Parma por 2 a 1, no Ennio Tardini, e voltou a vencer após cinco rodadas na Serie A. Pulgar fez os dois da Viola, e Kucka descontou, em partida válida pela 30ª rodada da competição.

As duas equipes foram para a partidas com várias alterações em relação aos seus últimos jogos - cinco no Parma, e seis na Fiorentina. O time visitante pareceu lidar melhor com as várias mudanças, passando poucos riscos com sua defesa montada com três zagueiros e sendo muito mais perigoso na frente.

Venuti, em sua primeira partida como titular desde janeiro, foi essencial na primeira etapa para a Viola. Aos 11, ele trouxe da direita para dentro e chutou forte de canhota, mas Sepe desviou e a bola explodiu no travessão. Seis minutos depois, o ala direito avançou para dentro da área, foi atropelado por Gagliolo e o árbitro apontou pênalti. Pulgar foi para cobrança e deslocou Sepe para abrir o placar no Tardini: 1 a 0.

Logo na sequência, Duncan recebeu de Ribéry no meio, ficou sem opções para o passe e arriscou de fora da área, em cima de Sepe. A única chance do Parma na primeira etapa veio aos 25. Após boa jogada na linha de fundo, Karamoh tocou para Kulusevski, que colocou na segunda trave onde Gagliolo apareceu livre para cabecear, mas errou o alvo.

Três minutos depois, após bola lançada na área por Dalbert, Pezzella cabeceou e a bola bateu no braço de Darmian. O árbitro checou o VAR, e apontou mais um pênalti para a Viola. Pulgar bateu novamente na esquerda, e Sepe outra vez foi para a direita: 2 a 0. Este foi o sexto gol do chileno na temporada, todos de pênalti.

Mesmo com um ataque bastante móvel, com Kulusevski, Gervinho e Karamoh, o Parma não conseguiu superar a bem postada defesa da Fiorentina e terminou a etapa inicial sem nenhuma finalização certa. A reta final do primeiro tempo foi bastante física, com quatro amarelos aplicados e 18 faltas no total. Já nos acréscimos, a Fiorentina teve que mudar, já que Benassi saiu lesionado para a entrada de Castrovilli, mas levou a boa vantagem para o intervalo.

Para o segundo tempo, Roberto D'Aversa trocou Karamoh por Cornelius, colocando um atacante mais centralizado no ataque do Parma. E o time conseguiu voltar para o jogo logo no começo da etapa final. Após checagem do VAR, o árbitro apontou pênalti de Pezzella, que acertou Kucka com o cotovelo. O eslovaco foi para a cobrança e bateu com perfeição para descontar para os mandantes.

Apesar de o Parma ter terminado o jogo com mais posse de bola (56%), o time não conseguiu superar a defesa da Fiorentina em muitas oportunidades. Por outro lado, a Viola tinha o contra-ataque à disposição, mas falhava na hora de matar o jogo.

Aos 24, em grande jogada pela esquerda, Castrovilli serviu Chiesa, que entrou no lugar do machucado Ribéry. Ele deu ótimo passe para Cutrone, que saiu de frente para o gol, mas bateu em cima de Sepe. Quatro minutos depois, após boa arrancada pelo meio, Duncan abriu na direita e Castrovilli finalizou de primeira da entrada da área, à esquerda.

Na reta final, os espaços para a Viola aumentaram, mas a postura defensiva cedeu alguns momentos de susto para os visitantes. Aos 38, Chiesa recebeu boa bola atravessada por Castrovilli, limpou para dentro e bateu forte, à esquerda do gol. Sete minutos depois, Cornelius recebeu de Kucka dentro da área e, mesmo com três marcadores, conseguiu a finalização, em cima de Terracciano.

Aos 46, após ótima arrancada pelo meio, Sottil tabelou com Chiesa e apareceu para finalizar dentro da área, mas Sepe segurou. Já aos 51, Sprocati arriscou chute forte de fora da área, mas Terracciano mergulhou e garantiu a vitória da Fiorentina.

Classificação e próximos jogos

Com a vitória, a Fiorentina chega aos 34 pontos, ainda em 13º lugar, cinco atrás do Parma, que está uma posição acima.

O Parma enfrenta fora de casa a Roma na quarta-feira (8), às 16h45. No mesmo dia, às 14h30, a Fiorentina joga diante do Cagliari, em Florença.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore
VAVEL Logo