Gian Piero Gasperini elogia atuação da Atalanta, mas critica pênaltis marcados à Juventus
Gian Piero Gasperini, técnico da Atalanta | Foto: Divulgação/Atalanta BC

Foi um jogo muito bom de acompanhar. Juventus e Atalanta entraram em campo neste sábado (11) e mostraram suas principais virtudes em confronto realizado no Allianz Stadium, em Turim/ITA, e válido pela 32ª rodada da Serie A 2019-2020. Mesmo fora de casa, o time de Bérgamo teve excelente postura, jogou muito bem e deu muito trabalho e dificuldades aos donos da casa, que sofreram bastante, mas conseguiram dois gols em lances de pênalti, convertidos por Cristiano Ronaldo. Pelo desempenho em campo, os bergamascos comemoraram o desempenho, mas lamentaram o empate em 2 a 2 sofrido aos 45 minutos do segundo tempo. A igualdade no marcador interrompeu a sequência de dez vitórias da equipe, mas La Dea permanece invicta desde janeiro.

Quem explicitamente mostrou tal atitude foi o técnico Gian Piero Gasperini. Muito chateado com os pênaltis marcados em lances interpretativos (duas jogadas de mão na bola), o comandante nerazzurri reclamou bastante da arbitragem em entrevista concedida após o encerramento do confronto.

“O que devemos fazer, cortar nossos braços? Pode-se colocar, no máximo, colocar os braços na frente do corpo. Não é a primeira penalidade como essa que vimos, houve muita coisa ao longo da temporada com muitas equipes. É loucura e a interpretação da regra não é a mesma aqui em relação a outros lugares. Em outros países, não se aplicam pênaltis assim. Essas são as regras aqui. Bem, elas estão acima de todas as regras na Itália”, manifestou.

Sobre o desempenho de seus comandados, Gasperini exaltou a postura de seus jogadores diante de um adversário de alto calibre, não apenas pela liderança e proximidade de obter o nono título nacional consecutivo, mas pelo que vai encarar na Uefa Champions League. O adversário nas quartas de final será o Paris Saint-Germain.

“Foi um ótimo desempenho contra os líderes da Serie A. Eu disse aos jogadores para tratarem isso como um jogo de Uefa Champions League, pois enfrentaremos equipes desse nível em agosto. Conseguimos tudo o que planejamos, estou claramente muito feliz pelo desempenho e muito decepcionado por não ter vencido. Estávamos liderando até o minuto final e fizemos tudo para merecer a vitória. Dissemos que nosso objetivo final era classificar à Champions League pelo segundo ano consecutivo. Então, terminar no segundo ou no terceiro lugar será algo de prestígio, mas o objetivo permanece o mesmo”, explicou.

O comandante da Atalanta rechaçou que o time briga pelo título, embora a vitória deixasse o clube de Bergamo na segunda posição, a seis pontos da Juventus e melhor nos critérios de desempate em relação à Velha Senhora. Pelo contrário, Gasperini repetiu o que disse nos últimos dias e afirmou que o Scudetto já pertence ao time bianconeri. É apenas uma questão de confirmação matemática.

“Nós começamos muito fortes nessa temporada e claro que a Uefa Champions League consumiu um pouco de nossa energia. Os pontos reais que perdemos foram nos jogos contra Lazio, Juventus e Internazionale, mas nunca tivemos como alvo o Scudetto. Elevamos o nível e estamos atingindo nossas metas de qualquer maneira. Não conseguimos pensar no Scudetto. Já enfurece muita gente nos ver na Champions League porque traz muito ganho financeiro e prestígio. Estamos vendo a equipe crescer a cada ano. Não tínhamos essa característica de jogar no Allianz Stadium no passado, mas cresceremos se continuarmos obtendo resultados e performances. A Juventus tem o Scudetto, eles não vão deixar passar. Não sei por quanto tempo podemos continuar vencendo os jogos, mas é uma maneira de nos testar para a Champions League e pretendemos causar uma boa impressão na Europa”, finalizou.

Com o empate deste fim de semana, a Atalanta permanece na terceira colocação do Campeonato Italiano, com 67 pontos conquistados, além de aumentar para 14 a quantidade de jogos sem perder – algo que não ocorre desde o último mês de janeiro. A equipe bergamasca voltará a entrar em campo às 16h45 da próxima terça-feira (14), quando enfrenta o Brescia no Gewiss Stadium, em Bérgamo/ITA.

VAVEL Logo