Sem maiores pretensões, Bologna busca reabilitação na Serie A diante do Napoli
Foto: Divulgação/SSC Napoli

Um confronto entre equipes que chegam na reta final de temporada sem maiores pretensões em competições domésticas. De um lado, o Bologna tem mínimas chances de rebaixamento, mas ainda sonha com uma hipotética vaga na fase preliminar da Uefa Europa League, mas depende de uma série de resultados. Do outro lado, o Napoli já garantiu sua vaga no torneio continental ao conquistar a Coppa Italia, mas ainda tem as oitavas da Uefa Champions League a disputar no próximo mês de agosto. Apesar de teoricamente ser uma partida para cumprimento de tabela, os dois times visam a vitória no jogo a ser disputado no Estádio Renato Dall’Ara, em Bolonha/ITA, às 14h30 desta quarta-feira (15), pela 33ª rodada da Serie A 2019-2020.

Na última rodada, a equipe rossoblù poderia ter conquistado uma excelente vitória no clássico sobre o Parma, fora de casa. Abriu dois gols de vantagem, mas cedeu o empate com os dois tentos sofridos nos acréscimos da segunda etapa. O placar de 2 a 2 foi o mesmo do Napoli no último jogo, contra o Milan. O time azzurri saiu em desvantagem, virou o jogo, mas permitiu a igualdade no marcador. Na tabela de classificação, bolonheses estão no décimo lugar, com 42 pontos, enquanto os napolitanos somam 52 e estão na sexta colocação.

Tropeços imperdoáveis

A derrota ao Sassuolo foi um sinal de alerta ligado no Bologna, mas o jogo contra o Parma foi de maior indignação no clube pela maneira como se deu o resultado em 2 a 2. A equipe abriu 2 a 0 fora de casa aos 15 minutos iniciais, fez uma partida equilibrada, mas vacilou nos acréscimos ao deixar os donos da casa balançarem as redes aos 48 e aos 50 do segundo tempo. Por isso, jogar em seu estádio e conquistar uma vitória é fundamental para que a equipe tenha ainda um pouco de pretensão na reta final da temporada. Para isso, será necessário quebrar uma longa escrita. O rossoblù venceu os dois últimos confrontos contra o Napoli, mas não acumula três triunfos sobre o oponente desta tarde desde 1937.

Para o confronto, o técnico Sinisa Mihajlovic volta ao banco de reservas, uma vez que cumpriu suspensão no último final de semana. Em relação ao time a ser escalado, dois desfalques são certos: o zagueiro Bani e o meia Schouten. O zagueiro Medel, o lateral-esquerdo Dijks e o atacante Rodrigo Palacio estão pendurados. O comandante da equipe falou sobre as metas para o confronto diante dos napolitanos.

“Gattuso e eu jogávamos com paixão. Hoje treinamos com paixão. Em momentos difíceis, é uma maneira de nos distrair e esquecer as coisas ruins da vida, tentarmos nos concentrar nas coisas mais bonitas da vida, como treinar. Não estou impressionado com o trabalho de Gattuso, ele tem uma excelente equipe. Ele é técnico de pulso, talvez isso fosse necessário para voltar: regra e disciplina. Sobre o jogo contra o Parma, coisas desagradáveis também acontecem no futebol, mas fazem pensar e fortalecer. Temos que encontrar um lado positivo. Se queremos almejar algo mais, precisamos mudar mentalmente, temos que trazer para casa uma vitória. Sabemos que precisamos melhorar esses aspectos, a mentalidade está certa”, afirmou.

Champions League é logo ali

Com 16 pontos de desvantagem em relação à Lazio, quarta colocada na tabela de classificação, e já garantido na Europa League da próxima temporada, o Napoli tem como meta encerrar bem o Campeonato Italiano e deixar o elenco completamente pronto para o jogo contra o Barcelona, a ser disputado no próximo mês de agosto, pelas oitavas de final da Uefa Champions League. Até lá, o técnico Gennaro Gattuso vai promover mudanças e rodízio na equipe com o objetivo de que todos tenham condições de jogo e possam ser peças importantes na competição continental.

Dois jogadores não foram relacionados ao confronto contra o Bologna. O atacante Fernando Llorente segue no departamento médico, enquanto o também atacante Amin Younes está recuperado de lesão, mas ganhou um período a mais de recuperação física. Estão pendurados o lateral-direito Di Lorenzo, o meia Zielinski e os atacantes Mertens e Milik.

O confronto tem histórico positivo ao Napoli, mas a equipe foi derrotada nos dois últimos jogos contra o adversário desta rodada. Em 121 partidas realizadas, são 44 vitórias do partenopei, 41 triunfos do petroniani, além de 36 empates.

Possíveis escalações

Bologna – Skorupski; Mbaye, Danilo, Denswil e Dijks; Soriano, Medel e Domínguez; Orsolini, Palacio e Musa Barrow. Técnico: Sinisa Mihajlovic.

Napoli – Meret; Di Lorenzo, Manolas, Koulibaly e Hysaj; Fabián Ruiz, Demme e Zielinski; Politano, Milik e Hirving Lozano. Técnico: Gennaro Gattuso.

VAVEL Logo