#Baviera: conheça o maior estado da Alemanha e berço de grandes clubes da Bundesliga
Foto: Bayern.de

Baviera, maior estado alemão, compreende toda a porção Sudeste do país. Ao norte, a região é delimitada pelos estados da Turíngia e da Saxônia, ao leste faz fronteira com a República Tcheca, ao sul e sudoeste com a Áustria e, ao oeste com os estados de Baden-Württemberg e Hessen.

É comum que quando falamos sobre Baviera, nos lembremos da cidade de Munique.  O motivo para que isso aconteça é porque Munique é a capital do estado e a terceira maior cidade da Alemanha, atrás apenas de Berlim e Hamburgo.

No entanto, a Baviera é composta pelas cidades de Munique, Nürnberg, Augsburg, Würzburg, Regensburg, Ingolstadt, Fürth, Erlangen, Bayreuth, Bamberg, Aschaffenburg, Landshut, Kempten, Rosenheim, Schweinfurt, Neu-Ulm, Passau, Hof.

(Foto: Enciclopédia Britânica)
(Foto: Enciclopédia Britânica)

Economia

O estado Alemão é considerado o mais rico do território nacional e até mesmo da Europa, atraindo a atenção de investidores de diversas partes do planeta.

Munique, o maior centro industrial da Baviera, é o foco das indústrias de alta tecnologia e um grande centro de transporte. Os fabricantes de lá produzem equipamentos ópticos e elétricos de precisão, máquinas, veículos automotores, aeronaves e roupas.

Nürnberg, Erlangen e Fürth formam a segunda maior área industrial da Baviera. Nürnberg (Nuremberg) é um dos principais centros de fabricação elétrica da Alemanha e também produz muitos tipos de máquinas, desde equipamentos pesados até instrumentos de precisão.

Fürth é especialista em processamento de metais. Engenharia elétrica e alta tecnologia são importantes atividades econômicas em Erlangen.

Outros produtos importantes fabricados na Baviera incluem equipamentos eletrônicos e aeroespaciais, produtos químicos, têxteis, brinquedos, cerveja, alimentos e cerâmicas finas e industriais.

Tradições

As artes e a cultura folclórica permanecem importantes na Baviera, e o artesanato tradicional continua a ser praticado. Festivais populares ocorrem ao longo do ano, sendo a Oktoberfest a mais conhecida. A Baviera também é conhecida por sua música e teatro.

O Bayern de Munique está muito ligado a Oktoberfest. Seus jogadores frequentam a tradicional comemoração todos os anos.

Além disso, a região é muito característica por seus traços marcantes na história do futebol alemão.

(Foto: Oktoberfest)
(Foto: Oktoberfest)

Times da Baviera

Tradicionalmente, muito se fala no Bayern de Munique por ser a equipe com maior sucesso dentre as demais.Contudo, a Baviera é repleta de equipes tradicionais que foram grandes potencias em temporadas anteriores.

Nürnberg

Um exemplo é a equipe do Nürnberg que enfrentou dificuldades para permanecer na 2.Bundesliga  na temporada atual mas, que já venceu 9 vezes o Campeonato Alemão sendo o segundo maior vencedor.

TSV 1860 München

Além disso, temos o TSV 1860 München que teve seu período de glória de 1942 até 1962. Após essa data, o clube enfrentou a falência e vem tentando se reestruturar até os dias atuais. Na Alemanha, os clássicos regionais são muito ferrenhos e a rivalidade acentuada provoca grandes espetáculos dentro de campo. Com essa premissa, TSV e Bayern de Munique realizam o Dérbi de Munique, atualmente apagado pela decadência do 1860. Uma curiosidade é que o 1860 compartilhava a Allianz Arena com o Bayern de Munique enquanto estava na primeira divisão.

Greuther Fürth

Greuther Fürth, clube que viveu seu auge no início do século passado quando venceu duas vezes o campeonato nacional, hoje já não tem o mesmo prestígio. Em meio a altos e baixos, os trevos permanecem na segunda divisão durante 8 anos. Outro fato interessante é sua rivalidade com o Nürnberg, os dois clubes competiram entre si no início do século 20, quando ambos dominavam o Campeonato Alemão. A rivalidade ficou conhecida como “Frankenderby”.

Augsburg

Outro clube bávaro bem famoso é o Augsburg. Fundado em 1907, a equipe teve seus altos e baixos para chegar à elite. O clube passou o século 20 entre a 2. Bundesliga e as divisões regionais.

Na Alemanha, as divisões inferiores à 3. Liga são divididas de acordo com a região em que o clube está localizado, por esse motivo o FCA disputou a Bayernliga (segunda divisão regional da Baviera) e, a Regionalliga Süd (primeira divisão regional da Baviera). Os Fuggerstäder disputaram a Bayernlliga em 17 oportunidades, conseguiram a promoção para a Regionalliga 11 vezes.

Após um período de instabilidade financeira em meados dos anos 2000, os bávaros não tinham capital para adquirir a licença necessária para a disputa da Regionalliga e foram rebaixados para a Bayernlliga.

Quando Walter Seinsch assumiu a presidência da equipe, eles foram capazes de se recuperar e voltar a ser competitivos. Então, após esse ocorrido, o Augsburg conseguiu alavancar seu futebol e subir os degraus necessários para disputar a Bundesliga pela primeira vez em 2011. Desde então, o clube alcançou a estabilidade “desejada” e permanece na elite do futebol alemão para a temporada 2020/2021.

Vale a pena citar que em 2009/2010 a equipe chegou na semifinal da DFB Pokal contudo, foi derrotado pelo Werder Bremen. Em 2015/2016 o FCA disputou a Europa League e foi derrotado pelo Liverpool nos 16 avos de final.

SSV Jahn Regensburg

Frequentemente na 2. Bundesliga, o SSV Jahn Regensburg nasceu da fusão de três equipes da cidade. Inicialmente fundado como uma agremiação poliesportiva o clube abrigava várias modalidades, mas foi no futebol que ganharam a atenção dos moradores da cidade e dos bávaros orientais. O SSV nunca participou da Bundesliga, sua melhor campanha foi a temporada 2017/2018 quando terminou na quinta colocação da 2. Bundesliga.

As rivalidades regionais que mexem com o coração do torcedor do Jahn são contra o SpVgg Unterhaching ou com o Ingolstadt. Contudo, a grande rivalidade é com o SV Wacker Burghausen com quem fazem o East Bavarian Derby.

Unterhaching

Atualmente na 3. Liga, o Unterhaching já esteve na elite do futebol alemão. Curiosamente o time tem uma partida marcante contra o Bayer Leverkusen na temporada 1999/2000 na ocasião, os leões precisavam apenas de um empate para levar a salva de prata. No entanto, Michael Ballack e Markus Oberleitner marcaram para o Unterhaching. Com esse resultado, o Leverkusen viu o título escapar por entre os dedos enquanto, do outro lado da Alemanha o Bayern de Munique batia o Werder Bremen e se sagrava campeão pela diferença no saldo de gols.

Após grandes feitos na Bundesliga de 1999, na temporada seguinte fez atuações desastrosas e retornou para a 2. Bundesliga.

Ingolstadt

Fundado em 2004, o Ingolstadt disputa a 2. Bundesliga. A equipe já esteve na Bundesliga nas temporadas 2015/2016 e 2016/2017. Os Die Schanzer como são conhecidos, tiveram uma ascensão rápida visto que um clube com apenas 16 anos de história conseguiu ir da última até a primeira divisão em questão de 11 anos.

No entanto, o time decaiu e atualmente disputa a 3. Liga. No fim da temporada 2019/2020 os Die Schanzer disputaram os playoffs de promoção contra o Nürnberg, porém não conseguiram o acesso e jogarão novamente a terceira divisão.

O clube tem uma rivalidade acentuada contra o Jahn Regensburg, com quem faz o Dérbi do Rio Danúbio. A rivalidade mais acirrada do Ingolstadt é contra seu rival local, o Augsburg.

Würzburg Kickers

Atualmente na 2. Bundesliga, o Würzburg Kickers nunca esteve presente em uma edição de Bundesliga. Oscilando entre as divisões amadoras e as profissionais, os Rothosen são um clube de expressão regional que buscam a classificação para a tão sonhada elite.

Após mais de 38 anos lutando para voltar as divisões superiores, o Würzburg Kickers foi promovido para a 2. Bundesliga em 2015. Desde então o clube vive uma situação de estabilidade.

Türkgücü München

O amor pelo futebol sempre conectou culturas, preserva tradições e supera obstáculos sociais. Isso também se aplica a Türkgücü München, cuja fundação foi em 1975 por migrantes turcos, a fim de dar aos entusiastas do futebol turco um lar e oferecer a oportunidade de participar ativamente da vida bávara (futebol) e promover o esporte tão amado em ambas as culturas.

Na próxima temporada, 2020/2021, o Türkgücü München irá disputar a 3. Liga.

Bayern de Munique

O Bayern de Munique dispensa apresentações, clube que já foi 5 vezes campeão da Liga dos Campeões e, até hoje, vive o auge de suas conquistas.

Nem sempre os Die Bayern, os bávaros, estiveram com todos os holofotes para si na Alemanha. A partir da década de 1970, o mundo passou a conhecer o esquadrão do Gigante da Baviera. Após a derrota para o Ajax de Johan Cruyff e cia, o Bayern de Munique venceu o tricampeonato da Liga dos Campeões liderado por grandes estrelas como Gerd Müller, Franz Beckenbauer e Sepp Maier.

Ainda com a euforia das taças conquistadas nos anos 70, os bávaros ainda tinham um dever a cumprir para se tornarem o centro das atenções na terra do chucrute: Ultrapassar o Nürnberg em títulos nacionais. Feito esse que foi alcançado apenas em 1987.


Por fim é importante salientar que nem todos os clubes estão presentes nesta publicação com uma explicação mais detalhada. Por isso, irei citar abaixo clubes que também são dão da região da Baviera e disputam divisões inferiores.

  • Wacker Burghausen
  • SpVgg Bayereuth
  • SpVgg Bayern Hof
  • FC Schweinfurt 05
  • FC Memmingen
  • Bayern Alzenau
  • TSV 1860 Rosenheim

A Baviera é repleta de clubes, caso queira conferir mais informações sobre os clubes presentes na região, acesse o site da Regionalliga Bayern e da Bayernliga.

VAVEL Logo