Em jogo com ameaça de W.O., Benfica goleia Desportivo das Aves
Pizzi antes de cobrar pênalti (Foto: Divulgação/SL Benfica)

A Águia no distintivo das duas equipes indicava situações completamente diferentes nesta terça-feira (21). É certo que as duas equipes estavam em crise, mas as proporções eram completamente distintas. No duelo, vitória do mais tradicional por goleada: Benfica 4 a 0 no Desportivo das Aves.

Na penúltima rodada da Liga NOS, o Benfica fez seu primeiro jogo já ciente que não tinha mais chances de título. A equipe do norte de Portugal, porém, já estava há tempos ciente do rebaixamento e com a lanterna confirmada. Com quatro meses de salários atrasados, a equipe luta contra problemas judiciais - tanto que, por pouco, a peleja não aconteceu por conta de protestos dos atletas.

Não faltou esforço para o Desportivo das Aves. Faltou qualidade e condições para os jogadores. O Benfica, por outro lado, fez o que dele se esperava - tarde demais, entretanto.

A partida mal havia começado e o Benfica já estava na frente. Do campo de defesa, Pizzi acionou Rafa Silva em lindo lançamento longo. Ele saiu na cara do gol e chutou na saída de Sheytanov. Quaro minutos de jogo e os encarnados já estavam em vantagem.

O Benfica dominava as ações no começo da peleja, mas, pouco, a pouco, o Desportivo das Aves crescia. Tanto que, aos 33 minutos, Banjaqui recebeu na área e chutou no canto esquerdo, tentando tirar de Svilar. O belga, porém, fez grande defesa.

O Benfica respondeu aos 39 minutos. Pizzi arriscou de longe, buscando o ângulo direito. Sheytanov voou e fez linda intervenção.

A segunda etapa começou de maneira muito semelhante à primeira. Pizzi apareceu no canto esquerdo da área e finalizou. A bola bateu no braço aberto de Bruno Morais e o árbitro marcou pênalti. Na cobrança, chute alto e à direita de Sheytanov. Vantagem dobrada no Complexo Esportivo do Desportivo das Aves com cinco minutos da segunda etapa. 

Três minutos depois, Carlos Vinícius carregou a redonda até a área e chutou forte. Sheytanov caiu no canto esquerdo e defende bem.

O Desportivo das Aves foi responder apenas ao 23 minutos. Zidane Banjaqui arriscou de longe e por pouco não descontou. A bola subiu demais.

Três minutos depois, Gabriel cruzou da direita e Pizzi fechou no meio da área. A finalização saiu forte demais e o atleta isolou a redonda já na pequena área.

Dyego Souza foi carregando a bola com 37 minutos da segunda etapa até encontrar espaço para chutar, já na entrada da área. Por pouco a redonda não entrou, passando à direita da meta.

O terceiro gol veio aos 42 minutos. Nuno Tavares cobrou falta do lado esquerdo e, sutilmente, Gonçalo Ramos, que tocou pela primeira vez na bola como profissional no lance, anotou.

Ainda houve tempo para o gol que confirmou a goleada. Após carregar a bola pelo lado direito, Gonçalo Ramos chutou forte e terminou o placar.

Classificação e próximos jogos

O Benfica chegou a 74 pontos, oito atrás do já campeão Porto e 12 à frente do Sporting, terceiro colocado. O Desportivo das Aves segue na lanterna, com 17 pontos - 13 atrás do Portimonense, vice-lanterna.

O Desportivo das Aves encerra sua rápida aventura no Campeonato Português 2019/2020 contra o Portimonense, no próximo domingo (26), às 15h30. Um dia antes, no sábado (25), às 17h15, o Benfica tem o Dérbi da Capital contra o Sporting no Estádio da Luz.

VAVEL Logo