Juventus busca vitória simples diante da Udinese para confirmar eneacampeonato italiano
Foto: Divulgação/Juventus FC

Até o futebol italiano ser paralisado por causa da pandemia do novo coronavírus, a Juventus tinha dificuldades para manter-se no topo da tabela de classificação. Porém, no retorno do calcio, os principais concorrentes que ameaçavam a hegemonia bianconera começaram a tropeçar, e o time de Turim permaneceu constante até certo ponto, ainda que tenham ocorrido deslizes. Mas a glória máxima está perto de ser alcançada pela nona temporada consecutiva nesta quinta-feira (23). A partir das 14h30, o clube encara a Udinese no Estádio Friuli, em Údine/ITA, pela 35ª rodada da Serie A 2019-2020.

A equipe da casa tem uma campanha muito ruim no Campeonato Italiano. Com 36 pontos e no 16º lugar, a equipe Friulani está quatro pontos acima do Lecce, primeiro a ocupar a zona de rebaixamento. O objetivo principal na partida é minimizar a ponto de anular toda e qualquer possibilidade de queda à Serie B. Por outro lado, a Juve tem 80 pontos e alcança os 83 em caso de vitória. Caso o triunfo aconteça, a equipe fica nove pontos à frente da Atalanta com nove pontos a serem disputados, mas o time de Bergamo perde no confronto direto, primeiro critério de desempate.

Oportunidade de surpreender

Ninguém vive em um universo paralelo e sabe que a Juventus é amplamente favorita para a vitória e, consequentemente, garantir matematicamente o título italiano. Inclusive o elenco da Udinese é ciente de tal fato. Porém, a imprevisibilidade que o futebol garante é algo motivador a todos em Údine. Entrar em campo com a mentalidade de que pode buscar pontos diante dos líderes é o combustível para o plantel alcançar um resultado positivo e evitar maior drama na luta contra o rebaixamento.

A Udinese está desfalcada de cinco jogadores, todos no departamento médico: o defensor Prödl, os meio-campistas Mandragora, Jajalo e Walace (brasileiro revelado no Grêmio), além do atacante Teodorczyk. Nenhum atleta está suspenso, mas os defensores Ekong e Larsen, o meia Fofana e o atacante Nestorovski estão pendurados. Na entrevista coletiva realizada após o último treinamento, o técnico Luca Gotti afirmou que seus comandados podem sair com resultado satisfatório a depender das condições criadas para que tal objetivo essa alcançado.

“Estamos recebendo os líderes, um dos times que todos conhecem e que tem dominado a Serie A. No entanto, cada jogo é diferente e não há garantias no futebol. Devemos criar as condições para que possamos ter um ótimo desempenho. É verdade que estamos em uma emergência no momento, com número limitado de jogadores. O importante será recuperar nossa energia mental e física. Com todo o respeito, meu foco não é o que a Juventus faz, mas a preparação do que a Udinese deve fazer”, afirmou Gotti.

A um passo da conquista

Em tese, as chances do título poder ser conquistado nesta rodada eram poucas, pela superioridade da Internazionale no confronto diante da Sampdoria. Porém, o empate sem gols em Milão tornou a possibilidade do eneacampeonato ainda mais real e concreta à Juventus. Uma simples vitória garante o 36º Scudetto de sua história, cada vez com maior superioridade e hegemonia na Península Itálica. O time depende apenas das próprias forças e o reencontro com as vitórias após bater a Lazio na última rodada foi um grande combustível à Velha Senhora.

Para o jogo, os bianconeri não poderão contar com o lateral de Sciglio e o meia Sami Khedira, que permanecem lesionados no departamento médico. Também são desfalques os zagueiros Bonucci, por acúmulo de cartões amarelos, e Chiellini, ainda sem totais condições de jogo após se recuperar de longa lesão. Estão pendurados os meias Rabiot e Bentancur, além do lateral-esquerdo brasileiro Alex Sandro. Na formação inicial, Rugani deve ser escalado como titular na zaga, enquanto Bernardeschi retorna e deve ocupar lugar de Douglas Costa. Em entrevista coletiva, o técnico Maurizio Sarri afirmou que, embora o título esteja bem perto, não deve ser comemorado antes da matemática cravar o nono Scudetto consecutivo.

“Eu sou um homem do esporte, o que significa dizer que a palavra ‘quase’ não tem significado. Sabemos que precisamos pontuar, concentrarmos em um jogo de cada vez, permanecer em bom momento e continuar plenamente conscientes de que este é um período difícil para todos. Conheço as dificuldades que enfrentamos diariamente e acho que temos mais dados do nosso lado do que aqueles que expressam críticas. A Udinese é uma equipe muito física e está em boa forma no momento. Por isso, será uma partida difícil e precisamos estar atentos”, falou Sarri.

Possíveis escalações

Udinese – Musso; Rodrigo Becão, de Maio e Nuytinck; ter Avest, Stryger-Larsen, de Paul, Fofana e Sema; Lasagna e Okaka. Técnico: Luca Gotti.

Juventus – Szczesny; Cuadrado, de Ligt, Rugani e Alex Sandro; Bentancur, Pjanic e Rabiot; Bernardeschi, Dybala e Cristiano Ronaldo. Técnico: Maurizio Sarri.

VAVEL Logo