Fiorentina marca dois na reta final e bate lanterna SPAL na rodada final da Serie A
Foto: Divulgação/ACF Fiorentina

Com uma bela arrancada na reta final da temporada, a Fiorentina fechou a Serie A batendo a lanterna SPAL por 3 a 1 no estádio Paolo Mazza, neste domingo (2). Duncan abriu o placar para os visitantes, D'Alessandro empatou, mas Kouamé e Pulgar, já na reta final, garantiram a vitória da Viola. O time do técnico Giuseppe Iachini, que renovou para a próxima temporada, só perdeu um dos últimos nove jogos do Campeonato Italiano.

A primeira etapa foi afetada pelo forte calor em Ferrara - partida começou com cerca de 30ºC. Além disso, a falta de um objetivo para os times lutarem na partida fez com que o jogo tivesse vários erros por desatenção e um ritmo baixo em alguns momentos.

Apesar de menos posse de bola - 45% -, a Fiorentina teve muito mais chances no primeiro tempo - dez a quatro em finalizações, quatro a dois em chutes certos -, mas também cedeu alguns espaços para os mandantes. Fazendo seu primeiro jogo como titular, aos seis, Agudelo tocou para Chiesa, que recebeu dentro da área e chutou de canhota. O goleiro Thiam deu rebote, que foi desperdiçado por Vlahovic.

Aos 13, D'Alessandro fez ótima jogada individual, invadiu a área e chutou cruzado, mas Ceccherini bloqueou e salvou a Viola. Três minutos depois, Farès finalizou com espaço de longe e carimbou o travessão da Fiorentina. Mesmo encurralada em alguns momentos, a SPAL tinha suas chances.

Depois da parada para hidratação, porém, a Fiorentina voltou bem. Aos 29, Chiesa tabelou com Agudelo e serviu Duncan, que apareceu livre para finalizar do lado esquerdo e marcar seu primeiro pela Viola: 1 a 0. Sete minutos depois, o ganês quase ampliou ao pegar rebote de um cruzamento e chutar de primeira da entrada da área, mas parou em Thiam.

No melhor momento da Viola no jogo, porém, a SPAL empatou. Aos 38, D'Alessandro desarmou Lirola no ataque, tabelou com Valoti e apareceu para finalizar de primeira dentro da área: 1 a 1. No minuto seguinte, Tomovic recebeu cruzamento de Farès e finalizou na pequena área, mas Terracciano evitou a virada dos mandantes na etapa inicial.

A segunda etapa foi de uma pressão muito maior da Viola. O time visitante terminou o jogo com 28 finalizações, contra apenas oito da SPAL, 11 a quatro em chutes certos. A primeira chance veio logo aos dois. Após saída errada de Bonifazi, Chiesa roubou e serviu Agudelo, que bateu de primeira, perto do gol.

O técnico Giuseppe Iachini fez alterações ofensivas em busca da vitória, colocando Kouamé, Cutrone e Sottil nas vagas de Agudelo, Vlahovic e Venuti, lançando a Viola para o ataque. Já pela SPAL, a opção do técnico Luigi di Biagio foi reforçar a marcação nos lados. O brasileiro Strefezza, saindo do banco, foi a melhor alternativa dos mandantes.

Aos 25, após escanteio de Pulgar, Thiam salvou o que seria um gol contra de Bonifazi e, na sequência, defendeu chute forte de Chiesa. Oito minutos depois, Cutrone recebeu ótima assistência de Pulgar dentro da área, mas chutou em cima do goleiro.

Apesar da pressão da Fiorentina, o gol que desempatou o placar só saiu aos 44. Em cobrança de escanteio, Pulgar colocou na cabeça de Kouamé, que marcou seu primeiro pela Viola. Dois minutos depois, Chiesa foi derrubado dentro da área por Bonifazi, e o árbitro anotou pênalti. Pulgar converteu o sétimo dele na temporada e garantiu a vitória viola por 3 a 1.

Classificação final

A SPAL, que só somou dois pontos em 12 jogos desde o retorno da Serie A, retorna à segunda divisão após duas temporadas, com apenas 20 pontos somados. Já a Fiorentina termina o campeonato na décima colocação, com 49 pontos.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore
VAVEL Logo