#BrazucaPeloMundo | Bulgária: ex-Botafogo, Octávio segue em ascensão pelo Beroe 
Foto: Arquivo Pessoal

Nesta segunda-feira (10), o Beroe venceu o Levski Sofia em jogo válido pela primeira rodada do Campeonato Búlgaro 2020/2021. Um dos protagonistas do jogo, autor de um gol na vitória por 2 a 0, o meia Octávio vive uma ascensão na carreira.

Após passar pelo momento mais difícil da carreira pelo Perilima, da Paraíba, o jogador desembarcou em território europeu em busca de recomeço. 

Revelado pelo Botafogo, Octávio foi companheiro de Seedorf, em 2013, e chegou a ser emprestado para a Fiorentina em 2014. Após retornar do empréstimo da Itália, Octávio não conseguiu se estabelecer, passando por Tupi-MG, Volta RedondaBeerschot Wilrijk, da Bélgica.  

O capítulo mais difícil foi vivido na Paraíba, quando o jogador foi vítima de um calote e teve de se manter trabalhando como motorista de aplicativo. Após o tempo nebuloso, Octávio conseguiu se desvincular do clube pela justiça e recebeu nova chance na Bulgária, no fim de 2019. 

“Fiquei quase um ano sem jogar com problemas no último clube, e pude recomeçar aqui na Bulgária. Joguei todos os jogos que faltavam pra encerrar a temporada, consegui fazer gol e dar assistências, acredito que foi até um pouco além do que imaginava, já que sabemos, que para um jogador de futebol, ficar um tempo fora dos gramados pode atrapalhar muito, e só de não ter me lesionado, já é uma vitória”, contou. 

Em entrevista à VAVEL Brasil, Octávio também comentou sobre sua evolução tática e as mudanças adquiridas ao longo da carreira. 

“Muita coisa mudou. No Botafogo jogava de ponta. Quando fui para o Tupi, joguei mais centralizado, e aqui na Europa joguei mais de segundo volante. Isso fez com que eu aprendesse a jogar em outras posições e aprendi um pouco mais taticamente. Mas a minha característica ainda é a mesma, de levar o time pra frente, sempre em direção ao gol”, disse Octavio. 

Octávio iniciou a temporada 2020/2021 com o pé direito, marcando na estreia do clube da cidade de Stara Zagora. Firme e satisfeito com a oportunidade de ressurgir e dar a volta por cima, ele falou sobre as pretensões com o Beroe e revelou que ainda sonha em voltar a atuar no Brasil. 

“Pretendo fazer o meu melhor aqui, o objetivo é ir pra Europa League e vamos em busca disso. Meu objetivo é subir degrau por degrau, e conseguir coisas grandes, retornar a um cenário grande do futebol, jogar em uma liga mais forte e tenho o sonho de um dia retornar ao futebol brasileiro.”, disse o jogador.

Primeira Liga de Futebol Profissional

Em território búlgaro, pela Primeira Liga de Futebol Profissional, principal competição do país, o time a ser batido atualmente é o Ludogorets. Campeão das últimas impressionantes nove temporadas, o clube impôs uma supremacia difícil de ser superada no país. Mas, mesmo com os nove títulos consecutivos, o Ludogorets ainda é o terceiro com mais títulos nacionais, atrás de CSKA Sofia, maior campeão com 31 títulos, e Levski Sofia

Além do investimento superior aos demais clubes do país, Octávio também destacou outro fator para a manutenção da hegemonia: “Quando você é campeão sempre, a confiança aumenta e você consegue jogar mais solto. Isso faz diferença também.”, destacou. 

VAVEL Logo