Lyon supera marcação bem postada do Bayern de Munique e carimba vaga nas semis da Champions Feminina
Foto: Divulgação/Uefa

Não deu zebra! O Lyon confirmou sua força dentro da Uefa Champions League feminina e derrotou por 2 a 1 o Bayern de Munique, no estádio San Mamés, em Bilbao, pelas quartas de final da competição. Apesar de todo o favoritismo, as Bávaras não facilitaram a vida das Les Lyonnaises.

Estratégias

Maior potência do futebol feminino mundial, o Lyon já entrou em campo com o título da Copa da França, há duas semanas. O técnico Jean Luc Vasseur escalou o time no 4-3-3. Bouhaddi no gol, Buchanan e a experiente Renard na defesa, Bronze e Majri nas laterais com forte poder de ataque. O meio meio-campo foi formado por Henry, Kumagai e Marozsán, enquanto o ataque era comandado pelas jogadoras Cascarino, Parris e Le Sommer.

Ciente do poder ofensivo das adversárias, o Bayern de Munique, vice-campeão alemão, optou pelo 5-4-1, tendo três novas contratações como titular (Hegering, Glas e Schüller). Benkarth era auxiliada pela defesa de Gwinn, Demann, Glas, Simon e Lohmann. Magull,  Hegering, Dallmann e compondo o quarteto do meio. Beerensteyn isolada no ataque.

Bloqueio furado em falta de atenção

Mais presente no campo ofensivo, o Lyon encontrou dificuldades para achar espaço na marcação bávara. De forma paciente, rodou bastante a bola. Do outro lado, o Bayern montou uma linha defensiva e buscou sair nos contra-ataques. 

Aos 16’, Bronze tentou arrancar pela direita, mas Demann fez uma parede e impediu a sequência do lance. A bola parada poderia ser uma opção  de penetrar a meta adversária, porém acabou sendo desperdiçada. Marozsán levantou, Henry tocou de cabeça para o meio, mas a defesa afastou. A arbitragem já havia marcado falta de ataque.

Aproveitando o pouco momento com a bola nos pés, as alemãs assustaram. Glas surgiu pela esquerda e cruzou rasteiro, Schüller entrou de carrinho, mas não alcançou. Uma das melhores oportunidades dos primeiros minutos.

A falta de ritmo começou aparecer com o decorrer do tempo e o jogo equilibrou para os dois lados, sem grandes chaces, até aos 40'. Les Lyonnaises conseguiram furar a defesa Bávara. Le Sommer matou no peito, observou passagem de Parris e alçou na área. Após desatenção da zaga, a atacante aproveitou ganhou de Demann e desviou para o gol. Ao invés de comemoração, o lance foi de preocupação. A inglesa se chocou com a goleira Benkarth e precisou ser atendida às pressas. 

Diferentemente da etapa anterior, as equipes voltaram mais ligadas, e de certa forma, deixando o jogo mais animado. Ao invés de esperar as francesas em campo, o Bayern subiu a linha de marcação. O Lyon se aproveitou com espaços dados. Cascarino foi lançada, ficou cara a cara com a goleira e bateu rasteiro, mas Benkarth salvou com os pés.

Aos 58’, a atleta voltou a atormentar. Desta vez, Cascarino precisou ser parada por de Magull, dentro da meia-lua. Com bastante categoria, Majri cobrou no alto, a goleira até encostou, entretanto viu a redonda entrar nas redes. As Bávaras conseguir responder rapidamente, e também na bola parada. Simon cruzou na área, houve desvio no meio caminho, como consequência a diminuição do prejuízo. Este foi o primeiro gol que o Lyon sofreu nesta temporada da Champions League — 29 gols marcados contra um. Apesar da reação, o time alemão teve uma baixa: Damnjanović, que mal havia entrado, sofreu contusão e teve que ser substituída por Simone Laudehr.

Novamente, o Bayern não baixou a cabeça e voltou a pressionar nos contragolpes e por pouco não deixou igual. Lohmann recebeu de Simon, trabalhou bem e arrematou de fora da área. A bola passou rente ao travessão.  As francesas começaram a ter dificuldades de sair em seu campo e precisaram reabastecer a defesa. No final, classicação garantida.

Próxima fase

Com a derrota, o Bayern de Munique  caiu nas quartas de final. Já o Lyon mantém o sonho de faturar o quinto título seguido, mas antes terá um encontro com o Paris Saint-Germain, na próxima quarta-feira (26), às 15h (de Brasília).

VAVEL Logo