Técnico do PSG, Tuchel
lamenta: "Se tivéssemos feito o primeiro gol, teríamos vencido"
Foto: Divulgação/UEFA

O Paris Saint-Germain chegou pela primeira vez a uma final de Champions League neste domingo (23). O adversário, entretanto, não era nada fácil. Para disputar o título, os franceses enfrentaram o Bayern de Munique, no Estádio da Luz, em Portugal, mas não tiveram êxito. Com gol de Coman no segundo tempo, os parisienses sofreram derrota por 1 a 0 e ficaram sem o inédito título da principal competição europeia de clubes.

Em entrevista após o jogo, o técnico alemão do PSG, Thomas Tuchel, disse que apesar da decepção, está orgulhoso dos últimos jogos de sua equipe.

“Houve uma diferença de um gol entre duas equipes muito fortes. Estou orgulhoso da nossa mentalidade e de como jogamos nossos últimos jogos. Isso é tudo o que se pode pedir como treinador. Sim, estou decepcionado, mas não muito.”

Tuchel apontou que faltou o primeiro gol para que o Paris conseguisse vencer a partida por 1 a 0 e mencionou que, embora queiram que Neymar e Mbappé marquem gols sempre, isso não é possível.

“Tudo o que nos faltava era o primeiro gol. Tivemos chances e eles conseguiram o primeiro gol. Estou convencido de que, se tivéssemos feito o primeiro gol, teríamos vencido aquele mesmo jogo por 1 a 0. Tivemos momentos muito fortes e outros em que tivemos que sofrer. Não éramos suficientemente clínicos. Queremos que Kylian e Ney sempre marquem, mas não se pode pedir isso.”

Apesar do vice-campeonato na Champions League, a temporada 2019-20 pode ser considerada muito boa para o PSG: o time francês conquistou a Ligue 1 pela sétima vez consecutiva, além de ser campeão na Copa da França e Supercopa da França. A equipe vai virar a página para a temporada 2020-21 no próximo sábado (29) e voltará a campo para enfrentar o Lens, às 16h, pela segunda rodada do Campeonato Francês.

VAVEL Logo