Poder de decisão do Wolfsburg garante vitória sobre Barcelona e classificação à final da Champions League
Foto: Divulgação/Uefa

Em busca do título mais importante do continente, o Wolfsburg venceu o Barcelona por 1 a 0, nesta terça-feira (25) pelas semifinais da Champions League Feminina. Em jogo único disputado na Reale Arena, estádio da Real Sociedad no país Basco, Fridolina Rolfo marcou o gol da vitória de sua equipe pelo placar mínimo, 1 a 0, selando a classificação para a final do torneio. O duelo revivia as quartas de final da competição na temporada 2013-14, onde as Lobas triunfaram sobre as Culés, nos dois jogos. 

Estratégias

O técnico Stephan Lerch, trouxe sua equipe na formação do 4-4-2. Na linha de zaga, as defensoras Wedemeyer e Huth, que chegava mais ao ataque, auxiliavam a goleira Doorsoun-Khajeh. Nas laterais livres para avançar nos corredores do campo, Hendrich pela direita e Engen pela esquerda. Harder no meio, recuava para ajudar a defesa, enquanto Rolfo era a meia-campista mais móvel. Na pontas, Popp e Ewa Pajor cortavam para dentro deixando espaço para o avanço das laterais chegarem e cruzarem com mais liberdade. Na área, as atacantes Kassen e Kiedzynek eram a esperança de gol. 

O comandante Lluís Cortés optou pelo tradicional 4-3-3. Debaixo das traves, a arqueira Panos. Na defesa, o quarteto formado por Ouahabi e Tarrejón nas laterais, e Pereira e Maria Pilar no miolo de zaga. No meio bem organizado, as volantes Alexia e Hermoso passavam segurança para Hamraoui atuar de meia-atacante. Como ponteiras, Mariona e Hansen buscavam o tempo todo dar a bola na atacante Oshoala, para tentar definir o jogo.

Favoritismo do Wolfsburg sobre o Barcelona não sobressaiu na partida 

O jogo começou com as duas equipes se estudando bastante. O Wolfsburg marcava com a defesa mais alta, procurando roubar a bola no campo adversário, enquanto o Barcelona explorava essa marcação com velocidade no último terço de campo com os espaços deixados. E foi assim que as catalãs chegaram com perigo aos 7, em jogada individual de Oshoala entrando na área e finalizando na rede por fora. 

Aos 12, o Barça testou uma jogada ensaiada em escanteio. A cobrança teve foco no primeiro poste, onde a atacante Oshoala tentou cabecear para trás, a bola passou e desviou na defesa do Wolfsburg e quase entrando. No detalhe do quase gol contra, a bola bateu na mão da zagueira Janssen, mas na Champions feminina não há VAR. 

Na metade da primeira etapa para frente, as Culés tentaram ganhar superioridade numérica na defesa com ótima atuação das suas duas volantes Alexia e Hermoso. As Lobas encontraram dificuldades nos corredores do campo, onde a equipe faz a maioria das suas jogadas, devido também as linhas fechadas do adversário. 

Aos 40, o Barcelona começou a envolver o Wolfsburg rodando a bola, com triangulações e inversões apostando no coletivo. Assim surgiu a melhor chance da partida até então, com Caroline Hansen fazendo recebendo passe dentro da área, trazendo a bola para o meio e finalizando com perigo. Fim do primeiro tempo: 0 a 0.

Diferente dos 45 minutos iniciais, a segunda etapa começou de forma fulminante para ambas as equipes. Nas jogadas aéreas, as Lobas tentaram abrir o placar tendo como opção principal a jogadora Popp, que cabeceou por cima do gol. Em sequência, puxando o contra-ataque, Hermoso encontrou a meia-atacante Hamraoui de frente pro gol que tentou tocar para a companheira que chegava, mas a defesa afastou.

Mas aos 57 finalmente o placar foi aberto na Reale Arena. Em ótima jogada, as atacantes do Wolfsburg entraram na área puxando a defesa e liberando as pontas, onde Popp recebeu e cruzou, e em uma confusão, após tentativa de uma finalização de bicicleta, a bola sobrou para Rolfo que definiu para o fundo do gol, 1 a 0.

Após sofrer o primeiro golpe do jogo, as catalãs não se intimidaram e foram para cima. Tempo depois, o Barcelona perdeu uma chance incrível. Em lateral longo cobrada, a bola encontrou Hermoso que protegeu contra a defensora e encontrou Mariona sozinha que finalizou para fora há 5 metros da meta vazia.  

Nos dez minutos finais, o Barcelona encurralou o adversário em seu campo de defesa buscando o empate a qualquer custo, enquanto as Lobas apostaram nos contra-ataques em velocidade. Nesse tempo, as Culés finalizaram 6 vezes ao gol, mas não foi o suficiente e o Wolfsburg vai à final vencendo pelo placar mínimo. 

A Grande Final 

Com a vitória e classificação, o Wolfsburg enfrenta o vencedor do duelo entre o PSG e Lyon, na grande final da Champions League Feminina. O duelo acontece na próximo domingo (30), às 15h. 

VAVEL Logo