Jürgen
Klopp vê Liverpool superior em derrota para Arsenal nos pênaltis na Supercopa da Inglaterra
Foto: Divulgação/Liverpool FC

O Liverpool foi derrotado nos pênaltis para o Arsenal após empate em 1 a 1 no tempo regulamentar e perdeu a Community Shield neste sábado (29). Os gols foram anotados por Aubameyang e Minamino. Nas penalidades, Brewster foi o único a desperdiçar pelos Reds em Wembley. Foi a segunda derrota nos pênaltis seguida na decisão, contra o Manchester City no ano anterior.

O técnico Jürgen Klopp afirmou ter saído, parcialmente, satisfeito com a atuação da equipe, ainda mais considerando a postura defensiva dos Gunners, mas lamentou a falta de eficiência na frente.

Com algumas partes do jogo fiquei obviamente satisfeito porque sei em que situação estamos, o que fizemos nos treinos e tudo o que esperava hoje do ponto de vista físico, do ponto de vista tático. O jogo que tivemos que jogar aqui hoje contra um bloqueio defensivo profundo, 5-4-1, você precisa ter 100 por cento de pernas novas, sua tomada de decisão precisa estar no topo. Não éramos as pernas mais frescas, mas elas estavam mais frescas do que há três ou quatro dias. É tudo normal. Temos mais duas semanas para preparar a próxima temporada. Quando você sofre o gol que sofremos, é claro que isso não ajuda em nada. Tínhamos que recuperar o controle do jogo, eu diria - tivemos isso no segundo tempo com a ameaça constante de contra-ataques e todas essas coisas. O Arsenal teve uma boa formação, [mas] eles não criaram chances com isso. Tivemos que trabalhar muito para isso e é assim que é. Tivemos nossos dois ou três grandes momentos, que não finalizamos. É isso que então decide os jogos, sabemos disso, e essa é a razão do resultado”.

O jovem atacante Brewster foi o único a não converter sua cobrança de pênalti. Klopp fez questão de tirar qualquer resquício de culpa do jogador, assumindo que foi ele quem fez a substituição, e acredita que o jogador vai aprender e evoluir com o lance de frustração.

Sim, como todos nós, temos que aprender constantemente e provar que podemos lidar com derrotas. Perdemos a competição hoje como equipe e Rhian faz parte disso. Se ele tivesse marcado o pênalti e outra pessoa tivesse falhado, teria sido a mesma sensação. Eu entendo que é diferente quando você é o único, eu mesmo estava nessa situação como jogador, obviamente isso não é bom. Mas existem catástrofes maiores do que isso, é apenas parte do negócio. Eu não o vi perder um pênalti desde que trabalhamos juntos. Hoje aconteceu, isso pode acontecer, é assim que funciona. Lidar com derrotas no futebol é sempre uma lição muito importante. Nem todos nós somos perfeitos nisso. Mas isso não vai prejudicá-lo, porque não vamos deixar isso acontecer. E se alguém é o culpado por isso, sou eu, porque tomei essa decisão. Eu o queria na posição porque sei que ele é um menino naturalmente confiante, ele é um verdadeiro finalizador, seus pênaltis geralmente são muito bons. Hoje não, isso acontece no futebol e na vida, sem problemas”.

O zagueiro Virgil van Dijk preferiu classificar decisão em cobrança de pênaltis como loteria e considerou que sua equipe teve uma boa performance.

Durante todo o jogo jogamos bem, dominamos, pressionamos bem e criamos muitas chances. Obviamente, no final das contas, as penalidades são apenas uma loteria e tudo pode acontecer. Tivemos uma chance enorme com Milner, obviamente meu gol anulado e alguns momentos perigosos, mas se você olhar para o jogo como um todo, acho que criamos muitas chances que devíamos ter feito melhor talvez”.

O defensor lamentou por não levantar a taça pelo segundo ano seguido, mas acredita que os Reds chegam bem para uma temporada “muito difícil”.

Estamos desiludidos, mas temos de seguir em frente. No ano passado, também perdemos nos pênaltis e vencemos o campeonato, então não devemos entrar em pânico, mas obviamente queríamos ganhar hoje. Continuamos correndo, continuamos pressionando e isso é um bom sinal para entrar na temporada. Vai ser um ano muito difícil, cheio de jogos que todos queremos jogar, mas vai ser difícil. Temos que administrar bem, ser muito profissionais e nos dedicar muito à temporada, descansar, comer bem, dormir bem e espero que os torcedores possam contribuir com isso e espero vê-los de volta ao estádio em breve. Definitivamente impulsiona cada um de nós”.

O Liverpool volta a campo também no dia 12 de setembro às 13h30, quando recebe o Leeds United, campeão da Championship, no primeiro jogo das equipes pelo Campeonato Inglês.

VAVEL Logo