Itália domina, mas só empata com Bósnia na estreia da Nations League
Foto: Divulgação / Nazionale Italiano

tiA sequência de 11 vitórias consecutivas da Itália comandada por Roberto Mancini terminou nesta sexta-feira (4). Mesmo jogando em casa, a Azzurra empatou em 1 a 1 com a Bósnia-Herzegovina na estreia da Nations League.

Os gols foram marcados no segundo tempo. Com dificuldade para atacar, a Bósnia abriu o placar após cobrança de escanteio. Houve um bate-rebate dentro da área e a bola sobrou para o centroavante Dzeko girar e chutar de pé esquerdo para fazer 1 a 0 aos 12 minutos. A resposta dos italianos chegou dez minutos depois, em jogada de Insigne pela ponta esquerda. O camisa 10 tocou para Sensi, que empatou de pé direito.

Itália modificada, Bósnia conservadora

Sem Verratti nem Bernardeschi, a Itália entrou em campo com Barella e Pellegrini no meio de campo, Chiesa de um lado, Insigne de outro e Belotti mais centralizado no ataque. O time trocava passes, buscando o ataque, mas encontrava dificuldade para chegar ao gol. Com Florenzi mais recuado, Biraghi saía mais fechando no meio de campo e também pela linha de fundo, mas as jogadas mais perigosas saíam dos pés de Insigne ou Chiesa.

Enquanto isso, a Bósnia adotou uma postura mais defensiva, mas também não incomodava o rival. Quando chegava na frente, Dzeko vinha buscar a bola e acionava Visca ou Gojak.

Depois do intervalo a Itália continuou pressionando, por vezes roubava a bola no meio de campo e criava jogadas, mas quem saiu na frente foi a Bósnia. Antes do gol, a equipe mandou uma bola no pé da trave ao armar um contra-ataque que terminou com chute de Hodzic, mas ele estava sem ângulo e então bateu torto.

Destaque da Itália na partida, Insigne também acertou a trave. No lance, ele recebeu em diagonal e finalizou de cabeça. Logo em seguida a Bósnia abriu o placar e a insistência da Itália deu resultado dez minutos depois com a bola na rede de Sensi.

A partir daí os técnicos realizaram várias substituições, Mancini colocou Zaniolo em campo para trocar de posição com Pellegrini e também lançou para o jogo Immobile, artilheiro do Campeonato Italiano. 

A partida ficou mais pegada, tanto que três dos quatro cartões amarelos distribuídos foram na reta final. Os italianos buscavam alternativas como chutes de fora da área ou tentativas com os defensores aparecendo mais na frente, casos de Florenzi, Bonucci e Acerbi. O próprio Immobile também se movimentou, mas não finalizou com perigo nenhuma vez.

Como a Itália arriscava, a Bósnia aproveitou espaços na defesa com Visca e Besic em jogadas de contra-ataque, assustando o goleiro Donnarumma, que ao longo dos 90 minutos realizou três defesas.

Classificação e próximos jogos

Bergwijn fez o gol que deu a vitória e a liderança do grupo A1 para a Holanda e colocou a Polônia na lanterna. Já italianos e bósnios somam um ponto. Ao final das seis rodadas o último colocado vai para a Nations League B.

Bósnia e Itália voltam a campo na segunda-feira (7), sendo que os italianos encaram a Holanda em Amsterdam e bósnios recebem a Polônia.

VAVEL Logo