Espanhóis falam sobre falta de pontaria e derrota para a Ucrânia
Foto: divulgação / UEFA

A Ucrânia surpreendeu o mundo do futebol na última terça-feira (13). No Estádio Olímpico de Kiev, a seleção do leste europeu venceu a Espanha por 1 a 0, com gol de Tsygankov - e comandados por Andriy Shevchenko, histórico centroavante do país. O fato de dominar a partida e não conseguir marcar um tento sequer, por sinal, não passou impune por integrantes ibéricos.

Técnico da equipe, Luis Enrique minimizou a falta de gols depois de falar da importância do coletivo após o tento ucraniano - em uma suposta falha de David de Gea. "Vou olhar para todos os jogadores com os mesmos olhos, como sempre faço. Aquele que for melhor virá. Não vou atirar pedras no meu elenco, estou muito feliz com os meus jogadores", destacou o treinador.

Atletas

Atacante da Espanha, Rodri também pensou no coletivo ao falar da peleja. Mais do que isso: cobrou seus companheiros. "É claro que ninguém está ganhando fácil, está ficando mais difícil. Faltou sutileza na frente do gol e temos que escorar mais. Não temos um grande goleador e precisamos do trabalho de toda a equipe. Com as chances que tivemos, poderíamos ter vencido por 3 a 0", afirmou.

Sergio Reguilón foi mais enfático ao comentar sobre a atuação espanhola à frente da meta adversária. "Enquanto jogarmos assim, devemos ser positivos. Devemos sempre olhar para o lado positivo das coisas. A única coisa que falta é que devemos ter mais maldade na frente do gol", finalizou o lateral-esquerdo.

VAVEL Logo