Sem atuar desde março, Özil segue ignorado por Mikel Arteta e com maior salário do Arsenal
Foto: Reprodução redes sociais

Sete meses se passaram desde a última vez que Mesut Özil entrou em campo, vestindo a camisa do Arsenal. Fora dos planos de Mikel Arteta, o meia alemão não deverá ser mais utilizado no clube, apesar de não ter finalizado qualquer transferência na janela inglesa, recém encerrada.

Longe de convencer seu treinador, Özil concentra o maior salário da equipe, com cerca de £350 mil por semana. De acordo com o regulamento da Premier League, 17 jogadores estrangeiros podem defender seus respectivos clubes, e atualmente os Gunners possuem 19. Segundo o Daily Mail, Arteta deverá utilizar o seleto grupo de 25 jogadores ao longo da temporada, colocando além do alemão, o defensor Sokratis Papastathopoulos o outro descartável.

Dúvidas

Sem qualquer posicionamento público de Mikel Arteta, Özil não recebeu nenhuma oportunidade nesta temporada, assim como também não havia conseguido atuar depois do retorno do futebol na Inglaterra.

Para o ex-treinador e ídolo Gunner, Arsene Wenger, é estranho que o talentoso jogador alemão não seja sequer testado no atual elenco. 

"Özil é um talentoso e experiente jogador. Eu não estou mais presente no cotidiano do clube, mas é um dos atletas mais criativos e perfeccionistas que eu já trabalhei e esse perfil de jogador precisa ser motivado", disse à Sky Sports.

Futuro

Em meio ao gelo sofrido no Arsenal, Özil chegou a ser cobiçado em clubes como Fenerbahçe/TUR e Al-Nassr/ARA. O jogador de 32 que chegou em 2013 por £42 milhões do Real Madrid, esteve perto de se mudar para o futebol árabe, segundo a TYC Sports, mas o contrato de dois anos do Al-Nassr não o convenceu de se mudar.

Sendo assim, com mais um ano de vínculo com os Gunners, o meia deverá seguir afastado do time principal, ficando de fora da Premier League, UEFA Europa League e os torneios nacionais, como a Carabao Cup e FA Cup.

VAVEL Logo