Em jogo de pouca criatividade e estreia de Cavani, Manchester United e Chelsea empatam
Foto: Divulgação / Premier League

O clássico inglês entre Manchester United e Chelsea, no Old Trafford, pela sexta rodada da Premier League, agitou a tarde deste sábado (24). Mas em campo as equipes deixaram a desejar e em um jogo truncado, que contou com a estreia de Cavani, as equipes ficaram no empate sem gols.

Distribuição tática

Ole Gunnar Solskjaer apostou na mesma equipe que venceu o Newcastle há uma semana, no esquema 4-5-1, com De Gea; Wan-Bissaka, Lidelöf, Maguire e Shaw; McTominay, Fred, Mata, Bruno Fernandes e James; e Rashford na frente. E ainda contou com Cavani no banco.

O Chelsea fez três alterações em relação ao último jogo diante do Southampton: Kepa Arrizabalaga, Andreas Christensen e Mason Mount, todos ausentes, com Edouard Mendy , Thiago Silva e Reece James como substitutos. Kepa, curiosamente, não faz parte do time. Sendo assim a equipe inicial foi montada no 3-6-1, com: Mendy; Azpilicueta, Thiago Silva, Zouma e James; Jorginho, Kanté, Chiwell, Hevertz e Pulisic; com Werner na frente.

Sem criatividade, Manchester United e Chelsea pouco levaram perigo

Em campo a partida foi muito aquém do esperado. Até os 30 minutos só tinhamos apenas uma finalização. Uma do Manchester United, após uma boa troca de passes, a bola chegou limpa para Bruno Fernandes arriscar de fora da área. O meia pega bem na bola, mas mandou no meio do gol. A melhor jogada do time da casa.

Logo depois foi a vez do Chelsea reaponder. Pulisic recebeu na ponta esquerda, deixando MC Tominay para trás e chutou rasteiro. O goleiro De Gea ajoelhou e agarrou a bola.

O Red Devils terminou o segundo tempo com mais posse de bola (58% a 42%) e mais finalizações (sete contra três). Mas não conseguiu ser efetivo, já o The Blues teve a sua melhor chance com Pulisic.

No segundo tempo, o United utilizava de contra-ataques, mas não conseguia encontrar espaço para chutar. Aos 13 minutos, Cavani fez a sua estreia no Red Devils, e ele nem tinha acabado de entrar e quase marca. O atacante deu um leve desvio com o pé direito depois de um cruzamento rasteiro e quase abriu o placar.

A melhor chance do The Blues aconteceu aos 15, James cruzou com perigo pela direita e a bola passou por todo mundo na pequena área. E por muito pouco Pulisic não alcança. No lance seguinte, em um belo contra-ataque, Havertz tocou para Werner, mas o atacante demorou para se decidir sobre o que fazer e desperdiçou um ataque promissor. A partir daí as equipes pouco criaram e o placar persistiu zerado até o fim da partida.

Estatísticas

As duas equipes tiveram posse de bola iguais, 50% a 50%, com 14 finalizações ao gol para o Manchester United contra seis do Chelsea. Além de quatro finalizações no gol contra uma. O Red Devils também teve mais passes, for 580 contra 571 do The Blues e mais passes certos, sendo 480 contra 474. Por outro lado, a equipe visitante teve mais desarmes sendo 18 contra 13.

Classificação e próximos jogos

O empate não ajudou em nada as duas equipes. O Red Devils segue na 15ª posição da tabela, com sete pontos. Já o The Blues , na sexta posição, com nove pontos.

Na próxima rodada da Premier League, o Manchester recebe o Arsenal, no domingo(1), às 13h30(de Brasília). Já o Chelsea volta a campo no sábado (31), diante do Sheffield United, às 14h30 (de Brasília).

Antes as duas equipes voltam a campo pela Liga dos Campeões, o Chelsea enfrenta o Rennes, na quarta-feira (4), às 17h(de Brasília) e o Manchester recebe o RB Leipzig, no mesmo dia e  horário

 

VAVEL Logo