Bayer Leverkusen vence Augsburg e mantém invencibilidade na Bundesliga
Foto: reprodução Bayer Leverkusen

Tanto Bayer Leverkusen como FC Augsburg entraram na partida que fechou a rodada cinco da Bundesliga com seis pontos na tabela. A grande diferença é que o Bayer vinha de uma vitória por 1 a 0 contra o lanterna Mainz 05 e o Augsburg, além de ter sido derrotado pelo líder RB Leipzig por 2 a 0, ainda tinha o histórico da partida pesando contra si, pois nunca na história o time suábio venceu o Leverkusen.

Primeiro gol de pênalti e destaque para fair-play

O Leverkusen começou mais recuado nos 10 primeiros minutos de jogo, mantendo a posse de bola (76%), mas sem conseguir levar perigo real ao Augsburg, que apesar de resistir bem, cometeu um pênalti fútil aos 15’ e viu o argentino Lucas Alario convertê-lo. O goleiro polonês Rafal Gikiewicz até chegou a tocar na bola, mas não foi o suficiente para impedi-la de entrar. Este foi o primeiro gol de pênalti do Leverkusen na temporada.

Pelo estilo de jogo sufocante e com muita pressão exercida impresso pelo Leverkusen, o Augsburg seguia errando muitos passes e tendo dificuldades na armação de jogadas, tendo a sua primeira finalização apenas aos 25’, com um fraco chute de longe de Michael Gregoritsch

Apesar do gol, o grande destaque do primeiro tempo ocorreu aos 34’ de jogo, quando o árbitro assinalou uma falta contra o Augsburg após apitar uma possível mão de Daniel Caligiuri quando na verdade a bola havia batido no braço de Nadiem Amiri, que o marcava. Os Leões, então, por fair play, devolveram a bola para os visitantes no lance seguinte.

Bolas na trave e gol sem goleiro 

Logo no começo do segundo tempo, aos 47’, o Bayer Leverkusen teve uma boa chance de disparar no placar, mas Moussa Diaby desperdiçou ao tomar uma decisão errada após sair com a bola frente a frente com Rafal Gikiewicz, e ao invés de tentar cortar o goleiro ou finalizar, tentou o passe, mas foi interceptado. Em seguida, aos 51’, Ruben Vargas, que havia entrado no intervalo para dar mais ofensividade e criatividade ao Augsburg, recebeu pela esquerda da área, cortou um oponente e passou para que Daniel Caligiuri dominasse e batesse para empatar a partida.

Com o placar empatado, o Augsburg até tentou ser mais ofensivo, mas ainda não conseguiu criar um volume considerável de boas chances de gol e seguia com pouca posse de bola por causa da conhecida tática de pressão e posse aplicada pelo técnico holandês Peter Bosz. Aos 65’, o Leverkusen teve mais uma grande chance quando Florian Wirtz recebeu um bom cruzamento rasteiro e finalizou para boa defesa de Gikiewicz. Na sequência, Leon Bailey finaliza no travessão. O Bayer ainda acertaria mais uma bola na trave, depois de cabeceio de Lucas Alario aos 71’, antes de abrir o placar dois minutos mais tarde: após cobrança de falta, o argentino avançou em frente e cabeceou para fazer o segundo gol do Leverkusen e seu terceiro gol em quatro jogos da Bundesliga.

O gol que selou o placar saiu apenas no último lance da partida, quando o goleiro Rafal Gikiewicz subiu para tentar agir como elemento surpresa em cobrança de escanteio, mas acabou sendo surpreendido por um contra-ataque do Leverkusen que deixou Moussa Diaby apenas com o trabalho de colocar a bola para dentro do gol.

Próximos jogos

Na próxima rodada, o Leverkusen enfrentará o Freiburg (13º) fora de casa e o Augsburg receberá o Mainz (18º) na WWK-Arena.

VAVEL Logo