Éder Lima, ex-Jeju United, fala sobre processo de decisão para encarar desafio na China
Foto: divulgação / Jeju United

Nesta quinta-feira (29), o atacante Éder Lima concedeu uma entrevista para a VAVEL Brasil. Durante a conversa, ele pontuou o que motivou a sua ida para a China, dissertou sobre seus novos desafios e comparou as diferenças do futebol asiático.

O brasileiro estava jogando no Jeju United, uma das principais equipes da Coréia do Sul, até receber uma proposta e transferir-se no início do mês de outubro para o Liansheng na China. A equipe chinesa chegou recentemente à segunda divisão do país. Sendo assim, ele nos contou como foi tomar essa decisão:

“Foi uma decisão muito difícil de se tomar. Estava na minha sexta temporada na Coréia. O Jeju tem grandes chances de se sagrar campeão nesta temporada, mas eu pensei mais para frente. A Coréia já tem um certo preconceito em relação a idade e, como faço 34 anos, talvez dificultaria um pouco meus próximos passos dentro do mercado coreano. Isso me motivou a mudar de ares e aceitar um novo desafio. Um time recém promovido à segunda divisão com um projeto de crescimento e fazer parte disso me trouxe uma grande motivação para aceitar a proposta.”

Além disso, Lima avaliou as expectativas para o Liansheng para o final de 2020 e ao longo de 2021. Segundo o atleta, a meta é manter-se no mesmo patamar.

“Um time novo na segunda divisão. É a segunda vez na história do clube que disputam a liga, time que vem se estruturando e acredito que irá se tornar uma equipe forte no futuro. Objetivo neste ano é a permanência da equipe na segunda divisão e vamos em busca disso. Neste ano como falei é a permanência, alcançando isso acredito que 2021 tem tudo pra ser um grande ano e tentar brigar pelo acesso a Super League. Não é tarefa fácil, mas acredito no projeto deste clube.”

O futebol asiático possui diversas vertentes dependendo da região. Coréia do Sul e China são uma das grandes potências do continente. Embora tenham suas diferenças, Éder Lima analisou como será a sua adaptação:

“Existem muitas diferenças entre um e outro. Todos que jogam na Ásia comentam que o estágio na Coréia do Sul te deixa adaptado para em qualquer país dentro da Ásia por se tratar do futebol com maior intensidade e força no futebol asiático. Acredito que não terei problemas com adaptação do futebol, acho que é mais a adaptação com novos companheiros, mas isso não será problema.”

Neste sábado (31), o Liansheng entra em campo para enfrentar o Suzhou Dongwu, às 7h (de Brasília), em partida válida pela China Super League One.

VAVEL Logo