Com atuação tímida, Manchester City vence Sheffield United fora de casa
Foto: Divulgação/Manchester City

Não foi uma boa atuação, mas o Manchester City fez o suficiente para vencer o Sheffield United por 1 a 0, no Bramall Lane, com gol marcado por Kyle Walker. As equipes se enfrentaram neste sábado (31), em jogo válido pela sétima rodada da Premier League.

Distribuição tática

O técnico Chris Wilder escalou o Sheffield United no 5-3-2. Na linha de cinco, Basham, Egan e Stevens auxiliaram o goleiro Ramsdale na defesa, enquanto Baldock e Lowe cuidaram das laterais. No meio, Berge, Ampadu e Osborn fizeram ligação ao ataque com a dupla formada por McBurnie e Brewster.

O treinador Pep Guardiola, por sua vez, optou pelo tradicional 4-3-3 para mandar o Manchester City a campo. Ederson no gol, Walker na lateral-direita, Rúben Dias e Laporte na defesa, Cancelo na lateral-esquerda. No meio, Rodri auxiliou na marcação, enquanto De Bruyne e Bernardo Silva foram os responsáveis pela criação das jogadas. Na frente, o trio foi composto por Mahrez, Ferrán Torres e Sterling.

Muitas trocas de passes, mas pouca objetividade no ataque do City

Tanto no primeiro quanto no segundo tempo, o jogo foi dominado por apenas um time em campo: o Manchester City. Nos dois tempos, os visitantes tiveram 69 e 62% de posse de bola, mas decepcionaram no total com apenas oito oportunidades claras de gols.

Os Citizens definiram a vitória na etapa inicial com belo gol de longa distância de Walker aos 28, em assistência de De Bruyne, e poderiam aumentar a vantagem, porém foram realmente pouco efetivos no ataque. O goleiro Ramsdale também, vale mencionar, fez boas defesas e colaborou para o magro placar.

Na volta do intervalo, o City continuou dominante, entretanto com reflexo dos últimos jogos: não apresentou um futebol convincente e hoje decepcionou novamente. O time estava sem rapidez, previsível, tinha a posse de bola e não sabia o que fazer, além da demora nas substituições de Guardiola.

O jogo, que estava cercado de boas expectativas, decepcionou no nível técnico e justificou a causa de as equipes não começarem tão bem a nova temporada. O Sheffield assustou pela fragilidade e falta de ofensividade, enquanto o time de Manchester atuou com futebol pragmático e sem brilho. Por fim, um confronto decepcionante.

Estatísticas

No geral, o Manchester City liderou o jogo com 65% de posse de bola, 16 finalizações (oito no alvo, quatro para fora e quatro travadas) e 712 passes (621 certos). O Sheffield United, enquanto isso, não apresentou bons números: 35% de posse, três finalizações (uma no alvo, uma para fora e uma travada) e 369 passes (286 certos).

Um dado curioso é a quantidade de faltas cometidas pelos Blades: 14 contra seis dos Citizens.

Classificação e próximos compromissos

Com a vitória, o Manchester City pulou para a oitava colocação, com 11 pontos em seis jogos. Na próxima rodada, os Citizens terão complicado desafio diante do Liverpool no domingo (8), no Etihad Stadium, às 13h30. Antes, na terça-feira (3), o time de Guardiola recebe o Olympiacos pela terceira rodada da Uefa Champions League, às 17h.

O Sheffield, por sua vez, continua na zona de rebaixamento, mais especificamente na 18ª posição, com apenas um ponto conquistado em sete partidas. Os Blades voltam a campo no sábado (7) para encarar o Chelsea, no Stamford Bridge, às 14h30.

VAVEL Logo