Solskjaer
demonstra decepção após derrota do Manchester United: “Desempenho não foi
bom”
Foto: Reprodução/MUTV

Se o Manchester United surpreendeu positivamente ao derrotar PSG e RB Leipzig com certa autoridade nas últimas semanas da Uefa Champions League, o mesmo não se pode falar para o revés sofrido ante o Istanbul Basaksehir nesta quarta-feira (4), no Basaksehir Fatih Terim Stadium, em jogo válido pela terceira rodada da competição europeia.

O confronto também marcou a primeira e inédita vitória da equipe turca em estreia no principal campeonato de clubes da Europa. Com 2 a 1 no placar, os gols saíram somente na primeira etapa: Demba Ba, aos 12, e Visca, aos 40, marcaram a favor dos anfitriões, enquanto Martial descontou para os visitantes aos 43.

Nos números, os turcos tiveram 31% de posse de bola, nove finalizações (três no alvo) e 349 passes (257 certos), e os ingleses, por sua vez, registraram 69% de posse, 10 finalizações (duas no alvo) e 752 passes (643 certos).

Apesar do domínio com a bola nos pés, o Manchester United pouco ameaçou o goleiro Günok e o técnico Ole Gunnar Solskjaer, em entrevista pós-jogo, demonstrou sua decepção com o desempenho apresentado em campo, mas sem se mostrar abalado com o resultado negativo.

“O desempenho não foi bom o suficiente contra uma equipe que trabalhou e correu; eles nos bateram no primeiro tempo e marcaram dois gols como às vezes você faz quando não se defende bem o suficiente. É claro que escolhemos um time para ganhar o jogo. Esperávamos ter o suficiente para criar chances e simplesmente não tivemos. As emoções não importam; quando você perde, bem, você pode pensar para si mesmo como nos sentimos depois de perdermos e isso não é algo que vamos fazer.”

“O primeiro [gol], jogamos um canto curto e esquecemos o homem lá em cima e isso é imperdoável. Você não vê gols como esse neste nível. Não é bom o suficiente. Não se deve conceder gols fáceis como esse. Obviamente, não é um gol que você normalmente concede, então não fizemos nossas tarefas agora ou não cumprimos nossos papéis. Devo dizer que essa é minha responsabilidade. Fomos jogar um canto curto, mas esquecemos de nossa defesa depois de termos jogado um par de passes”, continuou.

“O segundo também, não estamos muito bem organizados para contra-atacar a pressão e ganhar a bola de volta quando estamos jogando. Dois gols recebidos e depois não tivemos o suficiente para devolver no segundo tempo. Marcamos de um cruzamento, um bom gol de Anthony [Martial] e depois pensamos em 45 minutos para salvar algo do jogo. No segundo tempo, jogamos tudo, mas não conseguimos derrubá-los”, complementou.

Por fim, o treinador norueguês reconheceu que é complicado perder três pontos em grupo difícil que divide com PSG e RB Leipzig, porém não deixou de valorizar a boa atuação do Istanbul no confronto.

“Isso nos atrasou muito [perder três pontos], claro que atrasou, porque você recebe uma verificação da realidade toda vez que joga um jogo de futebol. Nada se torna história mais rápido do que um jogo de futebol. Você não aparece e ganha apenas três pontos na Champions League, isso é mostrado aqui hoje. Nós jogamos contra muitos bons indivíduos em um bom time. Eles estavam bem preparados, bem organizados e nós não éramos bons o suficiente.”

Classificação e próximos compromissos

Mesmo com a vitória, o Istanbul permanece na lanterna do Grupo H, com três pontos, enquanto o Manchester United também não se mexeu na tabela e continua na liderança, com seis. Na próxima rodada, as equipes voltam a se enfrentar no dia 24 de novembro, em uma terça-feira, no Old Trafford, às 17h.

Em seus respectivos campeonatos nacionais, os Red Devils visitam o Everton no sábado (7), às 9h30, e os turcos, por sua vez, recebem o Gençlerbirligi no domingo (8), às 10h.

VAVEL Logo