Vexame! Espanha massacra e  elimina Alemanha da Nations League
Alemanha sofre vexame histórico. Foto: reprodução FIFA

Um empate. Era apenas disso que a Alemanha precisava para se classificar pela primeira vez para a fase de mata-mata da UEFA Nations League e apagar de vez a vergonha do rebaixamento da edição anterior. Em casa, a Alemanha quase venceu a partida, quando no último lance da partida, acabou sendo punida pelos erros táticos de seu treinador e acabou sofrendo o empate. Desta vez, em solo espanhol, a história foi bem diferente. A Espanha não teve piedade e aplicou 6 a 0.

14 a 1

A Espanha começou mais acelerada na partida, chegando a três finalizações logo nos primeiros 10’ de jogo. Não foi preciso mais muito tempo para que a frágil defesa alemã começasse a mostrar por que tem sido tão criticada pela mídia germânica. Aos 15’, depois de cobrança de escanteio, Álvaro Morata entrou em velocidade e subiu livre de marcação para marcar de cabeça e abrir o placar.

Mesmo em vantagem, a Espanha seguiu pressionando em busca do segundo gol. A Fúria até marcou novamente aos 22’, com Morata, mas seu gol foi injustamente anulado por impedimento. Querendo selar a sua classificação, a Espanha sempre chegava trocando passes rápidos pelo lado direito e cruzando rasteiro para o meio da área, se aproveitando do fato de que a Alemanha estava atordoada e taticamente bagunçada. Aos 32’, Dani Olmo acertou o travessão e Ferrán Torres pegou o rebote de voleio para aumentar a merecida vantagem espanhola, e logo em seguida, aos 35’, Rodri venceu facilmente o Gündogan e de cabeça, fez 3 a 0.

Ao final do primeiro tempo, a Espanha tinha 64% de posse de bola e 14 chutes. A Alemanha teve apenas um chute (bloqueado) e trocou cerca de metade dos passes dos seus oponentes (327 x 161).

“E lá vem mais”

Logo no princípio do segundo tempo, a Alemanha subiu com grande volume para o ataque e se desprotegeu, dando à Espanha duas chances de contra-ataque, que acabaram sendo desperdiçadas. Aos 54’, os espanhóis tiveram mais uma chance de punir a Alemanha pela sua falta de eficiência, e dessa vez, foram pontuais. Em mais um contra-ataque, Ferrán Torres fez o quarto da Espanha.

Aos 70’, a Espanha já tinha 20 chutes ao gol e a Alemanha apenas um. Até o momento, os alemães ainda não tinham chutado no segundo tempo, e aos 72’, o volume espanhol surtiu efeito novamente, quando Ferrán Torres completou seu hat-trick para fazer 5 a 0.

O Primeiro chute da Alemanha na segunda etapa veio apenas aos 77’, quando Serge Gnabry acertou o travessão, mas fora isso, os alemães pouco avançaram e aos 88’, Oyarzabal fez o sexto e decretou o vexatório resultado final. 

Este foi o pior resultado da Mannschaft em uma partida competitiva e o segundo vexame sofrido pela pesada tetracampeã mundial sob o comando de Joachim Löw, sendo o primeiro deles, a prematura eliminação na Copa de 2018. Mesmo com o resultado, o técnico disse em entrevista após a partida que não voltará a chamar o trio Mats Hummels, Jerome Boateng e Thomas Müller, que é constantemente pedido pela torcida e pelos críticos.

VAVEL Logo