Vitória
no fim! Juventus sofre, mas consegue furar retranca do Ferencváros e vira nos
acréscimos
Foto: Divulgação/Juventus

A Juventus novamente não convenceu em campo, mas dessa vez conseguiu sair vencedora em duelo diante do Ferencváros, na Juventus Stadium, em jogo válido pela quarta rodada do Grupo G da Uefa Champions League. Uzuni abriu o placar para os húngaros, enquanto Cristiano Ronaldo e Morata, nos acréscimos, comandaram a virada dos italianos.

Juventus sem criatividade no confronto

Com algumas modificações, o técnico Andrea Pirlo escalou a Juventus no 4-4-2: Szczesny no gol, Cuadrado na lateral-direita, Danilo e de Ligt na defesa, Alex Sandro na lateral-esquerda. No meio, McKennie, Bentancur, Arthur e Bernardeschi. No ataque, Dybala e Cristiano Ronaldo.

Os acertos de Pirlo no jogo, porém, foram nas mudanças: Morata no lugar de Dybala, Chiesa na vaga de Bernardeschi, Kulusevski na troca por McKennie, Ramsey e Rabiot nas substituições de Arthur e Bentancur.

Apesar do domínio na posse de bola, com 66%, e 19 finalizações ao todo (sete no alvo), a Juventus sofreu para furar a boa marcação adversária e precisou chutar de longe para tentar encontrar o caminho do gol, principalmente na primeira etapa. Os italianos chegavam na entrada da área, mas não conseguiam avançar, além da notória falta de criatividade para contornar o problema.

Para conseguir a vitória, foi necessário o talento individual de Cristiano Ronaldo, que recebeu passe de Cuadrado para finalizar rasteiro, fora da área, aos 33, e de Morata no momento final, aos 92, nos acréscimos, que após nossa assistência de Cuadrado, deu toque para a bola ir ao fundo das redes. Mesmo com o triunfo, a Juve decepcionou no desempenho em campo e precisa apresentar muito mais do que vem jogando nos próximos confrontos.

Ferencváros surpreendeu com boa marcação e trabalho dado aos anfitriões

Como previsto, o técnico Serhiy Rebrov montou o Ferencváros mais recuado e no 5-4-1. Para auxiliar Dibusz no gol, a linha de cinco defensores foi composta por Lovrencsics, Blazic, Frimpong, Dvali e Heister. No meio, Zubkov, Siger, Somalia e Uzuni. Nguen foi o único jogador de ataque.

Diante do complicado desafio, os húngaros não se intimidaram e inauguraram o marcador aos 19 com Uzuni e, percebendo a pressão adversária em busca do empate, não deixaram a Juventus se aproximar de seu campo de defesa e foram muito eficientes na marcação. Apesar da decepção dos jogadores com a virada nos acréscimos, foi muito positiva a atuação da equipe visitante durante os 90 minutos.

Classificação e próximos compromissos

Com o resultado, a Juventus ocupa a vice-liderança do Grupo G, com nove pontos, atrás do líder Barcelona, que possui 12 pontos, enquanto o Ferencváros se encontra na lanterna, com somente um ponto.

Em seus respectivos campeonatos nacionais, a Juventus visita o Benevento no sábado (28), às 14h, e o Ferencváros, no mesmo dia, recebe o MTK, mas às 15h30.

VAVEL Logo