Com
interferências precisas do VAR, Brighton e Liverpool empatam nos acréscimos
Foto: Divulgação/Brighton 

No dia em que o goleiro Alisson completou 100 jogos com a camisa do Liverpool, os Reds viajaram até Brighton para encarar o time da casa, no Falmer Stadium, em jogo válido pela 10ª rodada da Premier League. Com gols de Diogo Jota e Pascal Gross, as equipes empataram em 1 a 1.

Boa atuação do Brighton apesar das chances desperdiçadas

O treinador Graham Potter optou pelo 3-4-1-2 para escalar o Brighton & Hove Albion: White, Dunk e Webster auxiliaram o goleiro Ryan na defesa, enquanto Veltman, Gross, Bissouma e March auxiliaram no meio-campo. Mais avançado, Maupay fez ligação à dupla de ataque formada por Welbeck e Connolly.

Conhecido por dar trabalho aos times do Big Six na Premier League, os Seagulls novamente não decepcionaram. A vítima dessa vez foi o atual campeão inglês. Tanto no primeiro quanto no segundo tempo, alternou com o Liverpool de domínio em campo.

Os mandantes começaram discretos na partida, porém logo levaram perigo com pênalti de Williams em Connolly. Aos 20, contudo, Maupay errou o alvo, batendo próximo à trave, para fora, e desperdiçou a principal chance. O goleiro Alisson, por outro lado, foi em outra direção e não teria como pegar.

Após entrar em desvantagem no placar na segunda etapa, o Brighton correu em busca do prejuízo e outra vez tentou se infiltrar na defesa adversária. O esforço não foi em vão e, nos acréscimos, no momento final e com auxílio do VAR, foi dada nova chance à equipe de buscar o gol. Pascal Gross, aos 93, não perdeu e acertou o fundo das redes.

Mais uma atuação abaixo do Liverpool na temporada

O técnico Jürgen Klopp, para encarar o time da casa, manteve o 4-3-3, mas optou por algumas mudanças no time titular: Alisson no gol, Williams e Robertson nas laterais, Fabiano e Phillips na defesa. No meio, Minamino, Wijnaldum e Milner. Na frente, Salah, Firmino e Diogo Jota.

A equipe escalada, porém, não foi a ideal e o Liverpool fez mais um jogo decepcionante. Ao todo, os Reds tiveram 61% de posse de bola, mas somente seis finalizações (duas no alvo). Na lateral, Williams não fez boa atuação e prejudicou ao cometer pênalti no oponente. No meio-campo, Minamino não mostrou a que veio e foi um dos piores jogadores do confronto. No ataque, mais uma atuação discreta de Firmino, que novamente deu a sensação de que não estava presente.

Apesar de não apresentar bom futebol, os visitantes, ao menos, tentaram ser eficientes: três gols marcados, todavia apenas um valeu. Em posições de impedimento, o tento de Salah aos 35, e de Mané aos 84, foram anulados com ajuda do VAR. O único gol válido foi de Diogo Jota aos 60. Mesmo assim não deu certo e a equipe amargou um lastimável empate.

Classificação e próximos compromissos

Com o resultado, o Liverpool alcançou a liderança, com 21 pontos, porém pode ser ultrapassado por Tottenham, Chelsea ou Leicester, que ainda jogam na rodada. O Brighton, enquanto isso, se encontra na 16ª colocação, com dez pontos.

Na próxima rodada, o Liverpool recebe o Wolverhampton no domingo (6), às 16h15, e o Brighton, por sua vez, recebe o Southampton na segunda (7), às 17h. Antes, os Reds recebem o Ajax na terça-feira (1º), às 17h, pela Champions League.

VAVEL Logo