Wolverhampton se aproveita da inconstância do Arsenal e vence fora de casa
Foto: Divulgação / Wolverhapton

A inconstância do time de Mikel Arteta reina mais uma vez na Premier League. Os Gunners não convencem dentro em campo e não aproveitam a oportunidade aberta com a saída de Raúl Jimenez logo no início da partida. Do outro lado, o Wolverhampton aproveitou as oportunidades e venceu por 2 a 1 no Emirates Stadium, neste domingo (29).

Os gols do jogo foram feitos todos no primeiro tempo. Pedro Neto abriu o placar, Gabriel Magalhães empatou e Podence decidiu a vitória dos visitantes.

Apático, Arsenal não consegue atacar com perigo

Tentando melhorar o aproveitamento na Premier League, o técnico Mikel Arteta escalou o Arsenal em seu famoso 4-2-3-1: com Leno no gol, Bellerín e Tierney nas  laterais e a dupla brasileira David Luiz e Gabriel Magalhães na zaga. No meio, Xhaka e Dani Ceballos ajudando na parte defensiva,  enquanto Saka, Willian e Willock participavam da criação das jogadas para  que Aubameyang funcionasse lá na frente. 

No primeiro tempo, o Arsenal foi bem apático, principalmente após o choque de cabeça com cabeça de David Luiz com Raúl Jimenez com menos de 10 minutos de jogo. O time só conseguiu acordar após o gol de Gabriel Magalhães, já aos 30 minutos.

Porém, os números do time mostram que, apesar de jogar em casa, a primeira etapa não foi como planejada: além de tomar dois gols e ter menos posse de bola, os Gunners finalizaram somente quatro vezes, acertando duas delas no gol. Isso mostra que, além do setor defensivo, o setor ofensivo também não estava em seus melhores dias.

Na segunda etapa, Arteta decidiu mexer no time. Ainda no intervalo, Holding entrou no lugar de David Luiz, o que deixou a defesa com um pouco mais de segurança. Já aos 65, William saiu para a entrada de Nelson. Talvez tenha sido a mudança mais contestável, pois o brasileiro era o melhor dos Gunners em campo. Mais para o final do jogo, aos 81, Lacazzete entrou no lugar de Xhaka. 

As mudanças de Arteta não surtiram tanto efeito quanto gostariam. Apesar do número de finalizações saltar de quatro para oito, nenhuma delas foi em direção ao gol de Rui Patrício. Aubameyang não conseguiu funcionar e o time sofreu para conseguir atacar. 

Wolverhampton não se intimida e aproveita para se impor fora de casa

Com a disposição do time igual a do time da casa, Nuno Espírito Santo  escalou o seu Wolverhampton  com o time que é bem famoso por surpreender os grandes nas horas certas: com Rui Patrício no gol, Semedo na lateral direita e Marçal na esquerda  e Boly e Coady de volta na zaga. No meio, João Moutinho  e Dendoncker ajudando na parte defensiva,  enquanto Traoré, Podence e Pedro Neto participavam da criação das jogadas para  que o mexicano Raúl Jimenez trabalhasse lá na frente. 

O susto veio logo aos cinco minutos de jogo. No choque entre David Luíz e Raúl Jimenez, o atacante levou a pior, ficando desacordado e saindo do campo direto para o hospital. Em seu lugar, Nuno teve que colocar a jovem promessa portuguesa Fábio Silva. A mudança surtiu efeito e fez com que os Wolves conseguissem sair ainda mais para o ataque. 

Aos 20, Pedro Neto conseguiu abrir o placar no Emirates Stadium. Apesar de sofrer o gol de empate com Gabriel Magalhães, Podence conseguiu o gol aos 42 e deixou os visitantes mais uma vez na frente do placar.

Os números do primeiro tempo mostram que os lobos não se intimidaram com o fato de jogar fora de casa e sem uma de suas principais peças. Além de  manter 56% de posse de bola, o time acertou cinco das oito finalizações no gol de Bernd Leno na primeira etapa.

Para a segunda etapa, o time não conseguiu ir tanto para o ataque, finalizando apenas três vezes. Apesar da posse de bola cair para 34%, o time conseguiu parar o Arsenal na defesa, principalmente com as faltas. Só na segunda etapa, foram quatro cartões amarelo para os Wolves e três para os Gunners. O jogo terminou com o juíz marcando 13 faltas para cada lado. 

Próximos jogos

Com o resultado, o Arsenal permanece na 14ª posição da Premier League, com 13 pontos. Enquanto isso, o Wolves sobe para a sexta posição, com 17.

Os dois times tem confrontos importantíssimos na próxima rodada da Premier League. Enquanto o Arsenal visita o arquirrival Tottenham no próximo domingo (6), às 13h30, o Wolverhampton visita o Liverpool em Anfield às 16h15.

VAVEL Logo