Barcelona para em Ledesma, defesa falha e Cádiz surpreende
Foto: Divulgação/Cádiz Club de Fútbol

A volta de Messi ao time titular do Barcelona não foi suficiente para vencer o Cádiz neste sábado (5) e ultrapassar o rival na classificação do Campeonato Espanhol. O rival ainda aumentou a vantagem na tabela ao surpreender os catalães construindo um placar de 2 a 1.

Poupado durante a semana na Champions League, Messi atuou os noventa minutos em Cádiz. Ter Stegen era a novidade na defesa. Além dele, Koeman manteve Dest e Alba nas laterais, Lenglet e Mingueza na zaga. A partir daí foram mais três mudanças: De Jong formou dupla com Busquets no meio. O ataque tinha Braithwaite mais adiantado e logo atrás um trio formado por Messi, Griezmann e Coutinho. O brasileiro teve uma oportunidade clara ao receber de Dest, mas estava sem ângulo e a bola passou por cima do travessão. 

Como saiu na frente rápido, o Cádiz apostava em lançamentos buscando Giménez enquanto o Barcelona trocava passes mas não conseguia concluir com precisão. O time catalão dominou a posse de bola no primeiro tempo (81%), finalizou seis vezes contra apenas um dos mandantes - a bola que entrou. 

Logo de cara o Barcelona tomou um susto porque Álvaro Giménez apareceu dentro da área após uma cobrança de escanteio e balançou a rede aos oito minutos de partida. A bola veio da ponta esquerda, desviou na primeira trave e na cabeça de Mingueza, que obrigou Ter Stegen a fazer boa defesa, mas o atacante do Cádiz pegou o rebote e não perdoou.

O Barcelona quase empatou no primeiro tempo. O time levou perigo também na bola parada, em falta cobrada por Messi e em escanteio fechado que o camisa 10 cobrou da ponta esquerda. Em ambas as tentativas o goleiro Ledesma brilhou. 

Insatisfeito, Koeman voltou do intervalo sem Coutinho e Migueza. Ele colocou Dembélé e Pedri, deixando apenas um zagueiro de ofício em campo (Lenglet). O Barcelona marcou quando Messi apareceu na ponta esquerda e fez uma infiltração para Alba, que bateu cruzado mas a bola resvalou em Alcalá e enganou o goleiro do Cádiz.

Cinco minutos após o gol o técnico Alvaro Cervera fez uma substituição que mudou a realidade da partida. Negredo entrou na vaga de Giménez e marcou logo no primeiro toque dele na bola. No lance, Jordi Alba cobrou lateral na direção de Lenglet, que tinha espaço dentro da área, mas ao invés de dominar ele esperou a bola quicar e trombou com Ter Stegen. O atacante do Cádiz então viu o gol aberto e fez o gol da vitória. 

O impaciente Koeman parecia não acreditar no que estava acontecendo em Cádiz. Enquanto isso o treinador dos mandantes fez substituição tripla para dar mais fôlego ao time. Um dos que entrou foi Adekane, que no final da partida quase ampliou em jogada de contra ataque que ele finalizou em chute cruzado à esquerda de Ter Stegen.

Com mais presença no campo de ataque nesta formação ofensiva, o Barcelona rondava a área do Cádiz, que se garantia com uma sequência de defesas de Ledesma. No total foram 15 finalizações, com tentativas de ambos os lados com Griezmann e Pjanic e chutes de fora da área de Messi. 

Classificação e próximos jogos

Esta foi a quarta derrota do Barcelona em dez rodadas no Campeonato Espanhol. Com isso, a equipe ocupa apenas o sétimo lugar, com 14 pontos, mas tem dois jogos a menos do que o próprio Cádiz, por exemplo, que soma 18 pontos e subiu para quinto, superando o Sevilla.

Pressionado pela sequência ruim, Koeman possui apenas três dias para pensar no time que encara a Juventus na terça-feira (8). O confronto vale a liderança do grupo G da UEFA Champions League.

O Cádiz terá mais dias de treino até voltar a campo. O time joga apenas na segunda-feira (14) diante do Celta fora de casa, um confronto que encerra a 13ª rodada.

Standings provided by SofaScore LiveScore
VAVEL Logo