Atletas de PSG e İstanbul Başakşehir deixam gramado após injúria racial do quarto árbitro; jogo é adiado
Foto: divulgação/PSG

Uma situação enojável aconteceram nesta terça-feira (8), no Parc des Princes, pela sexta rodada da fase de grupos da Uefa Champions League. O quarto árbitro da partida entre PSG e İstanbul Başakşehir, Sebastian Coltescu, proferiu palavras racistas para o assistente do time turco, o ex-jogador camaronês Pierre Webó. Atacante que estava no banco de reservas, Demba Ba mostrou completa insatisfação e foi reclamar pelo uso da expressão "esse cara negro".

A confusão aconteceu a partir dos 13 minutos de jogo e seguiu por mais 11 minutos. O atacante senegalês Demba Ba ficou indignado com a ofensa dirigida por Coltescu e começou uma intensa reclamação, onde o auxiliar e o atacante acabaram expulsos.

O ato gerou ainda mais revolta do atacante, que fez gesto para que os jogadores se retirassem de campo após o episódio de racismo.

Após todo o tumulto, jogadores do PSG e do Istanbul Başakşehir protagonizaram um momento histórico, e deixaram o gramado do estádio Parque dos Príncipes como forma de protesto.

A UEFA chegou a dizer que a partida estava suspensa, mas depois disse que reiniciaria às 18h (horário de Brasília), porém os jogadores não voltaram a campo. Os atletas do PSG apareceram agasalhados e bateram bola apenas no túnel de acesso. 

Por um bom tempo, a UEFA tentou retomar a partida, mas os jogadores dos dois times afirmaram que não retornariam ao campo enquanto o quarto árbitro, Sebastian Coltescu estivesse envolvido na partida.

Se pronunciando oficialmente, a UEFA confirmou que o jogo recomeçará, do minuto 14 - quando foi paralisado, e será realizado nesta quarta-feira (9), às 14h55(de Brasília).

VAVEL Logo