Simeone comemora vitória contundente que classificou Atlético de Madrid na Champions
Foto: Site oficial/Club Atlético de Madrid

Com gols de Mario Hermoso e Yannick Carrasco, o Atlético de Madrid superou o Red Bull Salzburg na Áustria e ficou em segundo no grupo A da UEFA Champions League, o suficiente para avançar ao mata-mata. A liderança da chave é do atual campeão Bayern de Munique.

Autor do segundo gol e da assistência para Hermono abrir o placar, Carrasco foi o destaque do Atlético de Madrid. O adversário nas oitavas será definido em sorteio na próxima segunda-feira (14).

"Em nove anos aqui nos classificamos oito vezes. Para muitos é normal, mas para mim não, temos que valorizar o fato de estarmos entre os melhores. Contra o Bayern e Lokomotiv foi diferente, hoje tivemos oportunidades e construímos uma vitória contundente", comemorou o técnico argentino Diego Simeone.

Foto: Site oficial/Club Atlético de Madrid
Foto: Site oficial/Club Atlético de Madrid

 

O Atlético de Madrid entrou em campo com uma linha defensiva formada por Stefan Savic, Felipe e Mario Hermoso, com Koke na saída de bola, dando mais liberdade aos laterais Trippier e Carrasco. Llorente e Saúl ficaram mais adiantados, municiando a dupla João Félix e Luis Suárez.

"Em nenhum momento dissemos que seria fácil. No primeiro tempo demoramos a entrar no ritmo do jogo, eles partiram pra cima e nós tentávamos criar dificuldades e aproveitar os espaços que eles deixavam. Conseguimos o gol de bola parada e depois do intervalo melhoramos", resumiu Simeone.

O Red Bull Salzburg começou melhor e assustou Oblak duas vezes nos primeiros 15 minutos. A história poderia ter sido diferente caso o chute de Berisha aos dois minutos de jogo não acertasse a trave esquerda do goleiro. Aos 15, Szoboszlai teve a melhor chance do time austríaco na partida. Ele apareceu livre na altura da marca do pênalti e desviou um cruzamento que veio da ponta direita mandando a bola rasteira no canto esquerdo, mas Oblak se esticou todo e espalmou para escanteio.

"Sofremos um pouco, mas faz parte. Não conseguimos ficar com a bola como em jogos anteriores, mas este jogo era como uma final, estávamos um pouco nervosos no começo mas no final deu tudo certo graças à qualidade do nosso elenco", concordou o zagueiro Savic.

Durante os noventa minutos o Red Bull Salzburg finalizou mais (18 contra 7), mas Oblak fez apenas mais uma defesa ao longo da partida, em chute fraco de Koita que ele encaixou. Como saiu na frente, a equipe colchonera deixou o rival dominar a posse de bola e então conseguiu impor seu estilo para se classificar.

VAVEL Logo