Everton vence, sobe para vice-liderança e aumenta crise no Arsenal
Foto: Divulgação / Everton

Mais uma vitória para os coringas de Ancelotti. Em jogo válido pela 14ª rodada da Premier League, o Everton recebeu o Arsenal na tarde deste sábado (19), no Goodison Park. O time de Carlo Ancelotti buscava a vitória para pular para a segunda posição, na cola do líder e rival Liverpool. Já o time de Mikel Arteta precisava da vitória para quebrar a sequência de seis jogos sem vitórias na Premier League.

Com ausências sentidas por ambos os lados, quem se deu melhor no jogo foram os donos da casa, vencendo com o placar de 2 a 1. Os Toffes abriram o placar com o gol contra de Holding, Pépé empatou de pênalti, mas Yerry Mina decretou a vitória dos Blues. 

Distribuição tática

Carlo Ancelotti trouxe um Everton com uma escalação em um 4-2-3-1. Com Pikcford no gol, Mina e Keane faziam a dupla de zaga, enquanto Holgate e Godfrey trabalhavam nas laterais. Na volância, Doucouré e Tom Davies ajudavam na parte defensiva, enquando Sigurdsson, Richarlison e Iwobi trabalhavam em um meio-campo mais avançado, criando as jogadas para Calvert-Lewin. 

Já Arteta sofreu mais um desfalque pouco antes do jogo: Aubameyang sentiu dores no aquecimento e foi cortado do jogo. Por isso, o técnico Mikel Arteta mandou um Arsenal escalado em um 3-4-3. Com Leno no gol. a parte defensiva foi formada por Holding, David Luiz e Tierney. No meio campo, Dani Ceballos, Maitland-Niles, Saka e Elneny criavam as chances e jogadas para Pépé, Willian e Nketiah resolverem no ataque. 

Everton prevalece em jogo equilibrado

Os primeiros minutos de jogo foram bem equilibrados. O Everton, que é bem conhecido por chegar com facilidade e rapidez ao ataque, estava com dificuldades por conta da defesa do Arsenal, que fez bons primeiros minutos de jogo. Apesar do bom primeiro tempo da defesa, o Arsenal não conseguia armar um contra-ataque de qualidade para surpreender o adversário. 

O Everton começou a se destacar depois do gol, que saiu aos 22'. Em  bola recuperada após lançamento errado de Ceballos, o time armou uma boa jogada que terminou no cruzamento para Calvert-Lewin deslocar de cabeça. Como o último a tocar na bola foi o zagueiro Holding e o toque matou as chances de Leno chegar na bola, o gol foi dado contra.

A partir do gol, os Toffes começaram a ter mais chances de ampliar o placar. Porém, aos 35', Tom Davies falhou na defesa e teve que fazer falta em Maintland-Niles dentro da área. O pênalti foi convertido por Pépé e os Gunners empataram, apesar de não ter jogado bem no primeiro tempo.

Porém, a justiça foi feita ainda no final do primeiro tempo. Aos 45', em escanteio cobrado por Sigurdsson, Yerry Mina subiu mais do que todo mundo dentro da área e colocou o Everton na frente novamente. 

Se formos analisar os números do primeiro tempo, é de fácil percepção que o 2 a 1 foi um resultado mais que justo no primeiro tempo. Além dos 52% de posse de bola,  o Everton finalizou sete vezes na primeira etapa. A falta que Allan e James Rodriguez fez o time de Ancelotti, além de não criar tantas chances, acertar apenas dois dos chutes no gol. Do lado do Arsenal, o primeiro tempo fraco do ataque e meio-campo fez com que os Gunners acertassem duas das três finalizações que tiveram. 

O segundo tempo trouxe a mudança completa dos números dos primeiros 45 minutos. O Arsenal pressionou muito mais o Everton no ataque e o time de Ancelotti soube segurar bem o resultado. Quando foi acionada, a defesa foi muito bem nos cortes e impediu o empate. 

Apesar da melhora no número de finalizações, os Gunners não conseguiram chutar nenhum chute ao gol de Pickford no segundo tempo. Das 10 finalizações, seis foram direto pra fora e quatro foram travadas pela defesa. Do outro lado, o Everton também não finalizou no gol de Leno no segundo tempo. Os dois chutes foram pra fora. Os dois goleiros terminaram a partida fazendo somente uma defesa. 

No geral, o resultado foi justo. O Everton foi melhor no segundo tempo e foi premiado por dois gols. O Arsenal ganhou um gol de graça no primeiro tempo e, apesar de ter boas chances de empatar no segundo, não foi competente o bastante para buscar o resultado. 

Classificação e próximos jogos

Com o resultado, o Everton assume a vice-liderança da Premier League, com 26 pontos em 14 rodadas. Enquanto isso, o Arsenal permanece na 15ª posição, com  apenas 14 pontos. 

A próxima rodada da Premier League já é a famosa rodada de Boxing Day. No dia 26, às 14h, o Arsenal tem o clássico londrino contra o Chelsea no Emirates Stadium. Já o Everton enfrenta no mesmo dia, às 17h, o Sheffield fora de casa. Porém, antes do cmapeonato nacional, os dois tem rodada da Copa da Liga Inglesa no meio de semana. Na terça-feira (22), às 17h, o Arsenal recebe o Manchester City e na quarta-feira, também às 17h, o Everton recebe o Manchester United.

VAVEL Logo